Dirigentes económicos europeus debatem desequilíbrios sino-europeus


 

Lusa/Ao online   Internacional   27 de Nov de 2007, 09:12

Os principais dirigentes económicos europeus iniciaram hoje em Pequim uma visita centrada sobre os desequilíbrios sino-europeus, entre os quais a taxa de câmbio do yuan julgado demasiado fraco pelas potências ocidentais, indicaram fontes europeias.
O presidente do Eurogrupo (fórum dos ministros das finanças da zona euro), Jean-Claude Juncker, o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, e o comissário europeu para os Assuntos económicos e monetários, Joaquin Almunia, devem ter hoje um encontro com o presidente do Banco Popular de China (banco central).

    Na quarta-feira, o trio de responsáveis da zona euro vão ser recebidos pelo ministro das Finanças, Xie Xuren, e pelo primeiro ministro, Wen Jianao, segundo as mesmas fontes.

    Esta visita coincide com a 10ª Cimeira anual UE-China, que se realiza em Pequim, em que a delegação europeia é liderada pelo primeiro-ministro português, José Sócrates, presidente em exercício da União Europeia, e pelo presidente da Comissão europeia, Durão Barroso.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.