Açoriano Oriental
Comissão Europeia aprova propostas de alteração dos Açores ao POSEI para 2020

O secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, anunciou que "a Comissão Europeia aprovou as propostas de alteração ao programa POSEI para 2020 apresentadas pelos Açores", o que diz ser “muito positivo”.

Comissão Europeia aprova propostas de alteração dos Açores ao POSEI para 2020

Autor: Lusa/AO online


“O Governo dos Açores já foi informado que a Comissão Europeia aprovou as propostas de alteração ao programa POSEI [Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas] para 2020 apresentadas pela região, à semelhança do que tem ocorrido nos anos anteriores, algo que consideramos muito positivo para continuar a ajudar o desenvolvimento do setor agrícola nos Açores”, adianta João Ponte, citado numa nota do Governo açoriano.

A mesma nota enviada às redações explica que, "além dos 70,5 milhões de euros anuais destinados ao apoio à produção local no âmbito do POSEI, a região vai complementar com um reforço de cerca de cinco milhões de euros de verbas regionais, para continuar a desenvolver o setor agrícola nos Açores, que tem grande impacto económico, de criação de riqueza e de emprego".

O titular pela pasta da Agricultura salienta que a proposta de alteração ao programa POSEI para 2020 é resultado de "um trabalho conjunto que tem sido desenvolvido com a Federação Agrícola dos Açores", o qual tem resultado "em benefícios para os agricultores e para o desenvolvimento sustentável da agricultura açoriana".

Além disso, "as alterações agora aprovadas pela Comissão Europeia para o próximo ano resultaram também dos contributos dos agricultores, manifestados na apresentação do programa POSEI 2019, que decorreu em várias ilhas", acrescenta.

“Este será o último programa POSEI do atual Quadro Comunitário de Apoio, que aposta nas nossas produções tradicionais, como o leite e a carne, mas que também apoia de forma expressiva a área da diversificação agrícola, que tem crescido de forma muito sustentável, como é o caso das hortícolas, das frutícolas e da vinha”, sublinha ainda João Ponte.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.