Açoriano Oriental
‘Bis’ de Pedro Pacheco dá vitória a Santa Clara reduzido a 10 em Penafiel

O Santa Clara, reduzido a 10 elementos desde os 40 minutos, conseguiu vencer em Penafiel, por 2-1, graças ao ‘bis’ do defesa Pedro Pacheco, e cimentou a liderança da II Liga de futebol, na 22.ª ronda.

‘Bis’ de Pedro Pacheco dá vitória a Santa Clara reduzido a 10 em Penafiel

Autor: Lusa /AO Online

O central do emblema da Ponta Delgada inaugurou o marcador aos 20 minutos e, apesar da expulsão de Vinícius Lopes, aos 40, e o golo dos ‘rubro-negros’ por Robinho, de penálti, aos 45+2, viria novamente a marcar, aos 86, dando os três pontos à sua equipa.

Os líderes da II Liga tiveram um melhor começo na partida, com mais posse de bola e aproximações à baliza adversária, perante um Penafiel mais recatado, no seu meio-campo defensivo.

Como tal, foi com naturalidade que os açorianos inauguraram o marcador na sequência de um pontapé de canto no lado esquerdo, com Luís Rocha a efetuar um primeiro desvio ao cruzamento, que deixou Pedro Pacheco isolado à ‘boca’ da baliza para fazer o 1-0, quando se jogava o minuto 27.

Uma entrada imprudente e violenta de Vinícius Lopes sobre o guarda-redes penafidelense Pedro Silva, aos 40, resultou na expulsão direta do avançado do Santa Clara, incidência que viria a alterar a tendência de domínio do conjunto visitante até então.

A juntar à superioridade numérica, o Penafiel beneficiou de uma grande penalidade, por mão na bola de Lucas Soares, ainda no período de compensação do primeiro tempo (45+2), com Robinho a enganar o guarda-redes Gabriel Batista para restabelecer a igualdade antes do intervalo.

Ainda assim, com o decorrer dos minutos, o Penafiel foi deixando ‘respirar’ o Santa Clara, ao parar de produzir oportunidades de golo e a permitir aos açorianos irem subindo no terreno, apesar de reduzidos a 10.

Novamente de bola parada, através de um livre lateral cobrado pela esquerda ao segundo poste, por Bruno Almeida, Pedro Pacheco voltou a surgir solto de marcação e ‘bisou’ na partida, já aos 86, permitindo ao Santa Clara fazer o 2-1, resultado que o conjunto conseguiria segurar até final.

Aos 90+8, nos últimos instantes da partida, Rafael Martins ainda se isolou e rematou à trave da baliza, no que poderia ter sido o terceiro golo para os visitantes, imediatamente antes de o jogo terminar.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados