Açoriano Oriental
Autoridade de Saúde dos Açores aplica nova definição de caso suspeito

A Autoridade de Saúde Regional dos Açores adiantou este sábado que está a aplicar uma nova definição de caso suspeito de infeção pelo novo coronavírus que está na origem da epidemia de Covid-19.

article.title

Foto: EPA
Autor: AO Online/ Lusa

Em comunicado de imprensa, a Autoridade de Saúde Regional alega que a nova definição de caso, transmitida através de uma circular normativa da Direção Regional da Saúde, é “mais restritiva do que a nacional, com o objetivo de reforçar a proteção da saúde da população dos Açores”.

São considerados casos suspeitos nos Açores os doentes "com infeção respiratória aguda (início súbito de febre ou tosse ou dificuldade respiratória), sem outra etiologia que explique o quadro e história de viagem ou residência em áreas com transmissão local nos 14 dias antes do início de sintomas”.

A definição de caso aplica-se também a doentes “com infeção respiratória aguda e contacto com caso confirmado ou provável” de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, “nos 14 dias antes do início dos sintomas”.

Por fim, são considerados suspeitos os doentes “com infeção respiratória aguda grave, requerendo hospitalização, sem outra etiologia”.

A Autoridade de Saúde Regional apela à população para que, em caso de sintomas, ligue para a Linha de Saúde Açores (808 24 60 24), em vez de se dirigir a uma unidade de saúde.

O Governo Regional dos Açores criou hoje uma linha telefónica específica para esclarecer dúvidas sobre a pandemia de Covid-19, não relacionadas com questões do foro clínico.

“A Linha Açores de Esclarecimento Não Médico Covid-19 tem o número 800 29 29 29 e pode ser utilizada entre as 08:00 e as 20:00 [entre as 09:00 e as 21:00, em Lisboa], todos os dias da semana, para esclarecimentos sobre as medidas adotadas na região para fazer face à pandemia do novo coronavírus, as quais poderão também ser colocadas através do endereço de correio eletrónico esclarecimentocovid19@azores.gov.pt”, adiantou o executivo açoriano, em comunicado de imprensa.

O Governo Regional elevou, esta sexta-feira, o estado de alerta para estado de contingência nos Açores, prolongando-o até 31 de março, "não sendo de excluir" a sua prorrogação ou passagem "à fase seguinte” prevista no regime jurídico do sistema de Proteção Civil dos Açores.

A Autoridade de Saúde Regional dos Açores anunciou hoje, ao início da tarde, que "todos os passageiros de voos do exterior que aterrem na região" passam a estar "obrigados a cumprir um período obrigatório de quarentena de 14 dias".

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.700 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 151 mil pessoas, com casos registados em mais de 137 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 169 casos confirmados, nenhum deles nos Açores.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.