Presidente do PSD/Açores considera que as duas regiões autónomas "não devem ser confundidas"

 Presidente do PSD/Açores considera que as duas regiões autónomas "não devem ser confundidas"

 

Aonline/Lusa   Regional   22 de Ago de 2011, 20:43

A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, afirmou esta segunda-feira que os Açores e a Madeira “são regiões distintas” e devem ser tratadas de forma diferente, mas escusou-se a comentar o desvio de 277 milhões de euros no orçamento madeirense.

“São duas regiões distintas, até têm estatutos autónomos distintos e bem diferentes”, afirmou Berta Cabral, numa aparente concordância com recentes posições do Governo Regional dos Açores sobre a necessidade de as duas regiões serem tratadas de forma diferente tendo em atenção o cumprimento das obrigações orçamentais de cada uma.

Para Berta Cabral, “as duas regiões têm que ser tratadas cada uma no seu plano e não devem ser confundidas”, frisando que essa distinção não se deve limitar apenas á área financeira.

“Em todos os aspetos somos diferentes, até culturalmente”, frisou.

Questionada sobre o desvio orçamental de 277 milhões de euros na Madeira, Berta Cabral optou por não se pronunciar, salientando apenas que outras situação do género deverão ser descobertas nos próximos tempos e que esta é uma questão que deve ser resolvida entre a ‘troika’ e os governos da República e da Madeira.

A derrapagem orçamental na Madeira foi quantificada a 12 de Agosto pelos representantes da 'troika' internacional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.