FC Porto inicia Liga dos Campeões de andebol com reviravolta vitoriosa

FC Porto inicia Liga dos Campeões de andebol com reviravolta vitoriosa

 

AO Online/ Lusa   Andebol   15 de Set de 2019, 12:20

O FC Porto arrancou este sábado a campanha na Liga dos Campeões de andebol com um triunfo sobre os bielorrussos do Meshkov Brest, por 27-25, em encontro da ronda inaugural do Grupo B.

No Dragão Arena, os ‘azuis e brancos' chegaram ao intervalo em desvantagem, por 9-15, mas evidenciaram a sua superioridade técnica e física na segunda parte, aproveitando as fragilidades defensivas do adversário, mas também graças ao guarda-redes Alfredo Quintana, que se 'agigantou' nos momentos cruciais do desafio.

No plano individual, o ponta-esquerda Diogo Branquinho, com oito golos, foi o melhor marcador dos campeões nacionais, enquanto as ações ofensivas do ponta-direita Darko Djukic, com 10 tentos, sobressaíram do lado do hexacampeão bielorrusso.

Com esta vitória, a formação orientada pelo sueco Magnus Andersson, que está de regresso à fase de grupos da principal prova europeia de clubes, após uma ausência de quatro temporadas, ascende à liderança da série B, com dois pontos, antes de se deslocar à Macedónia, em 29 de setembro, para defrontar o campeão em título Vardar.

Ainda invictos na temporada e com a conquista da Supertaça pelo meio, os ‘dragões' perspetivavam uma entrada forte perante o seu público, mas iniciaram a partida com vários erros nas ligações ofensivas e demoraram a acertar os índices de finalização, desperdiçando diversos remates sem oposição, alguns dos quais travados pelos reflexos do guarda-redes Ivan Pesic.

Nesta fase, o Meshkov Brest revelava mais acutilância nas penetrações na zona de seis metros e frieza na hora de alvejar a baliza portuguesa, tendência que se traduziu numa vantagem de seis golos ao intervalo.

Forçado a recuperar o resultado negativo, o FC Porto surgiu transfigurado no segundo tempo e alcançou a igualdade aos 46 minutos (20-20), por intermédio de Diogo Branquinho, que na jogada seguinte colocou os ‘dragões' pela primeira vez na liderança do marcador.

Apesar da elevarem a quantidade de erros com e sem bola, os bielorrussos mantiveram-se a curta distância no marcador e só deram maior réplica devido à exibição de Alfredo Quintana, que segurou o triunfo portista com defesas fundamentais, ainda que, por vezes, os postes também tenham ajudado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.