Dezassete empresas dos Açores nas 1000 Maiores

Dezassete empresas dos Açores nas 1000 Maiores

 

João Alberto Medeiros   Regional   4 de Nov de 2009, 09:19

São dezassete as empresas com sede nos Açores que integram o universo das 1000 Maiores de 2009, a nível nacional, numa edição do semanário “Expresso”.

A SATA Internacional lidera o grupo de empresas açorianas, mas só surge em 159º  lugar da lista.
A transportadora aérea registou 163,3 milhões de euros de volume de negócios em 2008, contra 160,3 em 2007, mas registou um resultado líquido negativo de 4,7 milhões de euros.
Segue-se a EDA, outra empresa de capitais públicos, na 168ª posição.
A eléctrica açoriana registou 158,1 milhões de euros em termos de volume de negócios no ano transacto, contra os 138,1 milhões de euros de 2007.
O resultado líquido da eléctrica açoriana no ano passado foi de 9,6 milhões de euros.
A terceira empresa a surgir no ranking das 1000 Maiores do “Expresso” é a Insco (174).
Trata-se da primeira empresa de capitais privados, cujo resultado líquido subiu 3,8 milhões de euros em 2008. O volume de negócios atingiu no ano transacto 153,6 milhões de euros.
A Fromageries Bel Portugal (227),  a Galp/Açores (355), a Proleite (385), a Unicol (441) e o Hospital do Divino Espírito Santo (449) são as empresas que se seguem.
Olhando para este grupo de empresas, a Fromageries Bel Portugal acusa em 2008 um volume de negócios de 123 milhões de euros contra os 115,6 milhões de 2007.
Estes valores traduziram-se num resultado líquido de 3,7 milhões de euros.
A Somague (513), a Pronicol (565), a Lactaçores (579), a Tecnovia (595) e a Cofaco (743) constituem outras empresas com sede nos Açores que figuram entre as 1000 nacionais.
Na lista organizada pelo jornal “Expresso”, constam ainda a SATA Air Açores (774), a Amaral e Filhos (820) e a Nicolau Sousa Lima (911).

As maiores nacionais
No contexto nacional, é a Petrogal que lidera o ranking das 1000 Maiores empresas.
A empresa  é seguida pelo Modelo; EDP; BP Portugal; Pingo Doce; TAP; Repsol; EDP; PT Comunicações; Galp Gás Natural; TMN; AutoEuropa; Vodafone;  SAIPEM; Companhia Portuguesa de Hipermercados e Mota -Engil.
Segundo o “Expresso” a inclusão no directório das 1000 Maiores implica a entrega obrigatória do Balanço e Demonstração de Resultados individual relativa ao ano fiscal de 2008 e a ordenação do volume de negócios, constando do ranking todas as empresas não financeiras.
A recolha e análise de dados desta publicação do “Expresso” foi feita pela Informa D&B, em parceria com o semanário.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.