Açoriano Oriental
Corvo desliga iluminação pública para ajudar aves

A mais pequena ilha dos Açores, o Corvo, vai apagar a sua iluminação pública durante a próxima semana, entre os dias 26 e 30 de outubro, com o objetivo de salvar aves marinhas, nomeadamente os cagarros, uma ave muito conhecida dos açorianos.

Corvo desliga iluminação pública para ajudar aves

Autor: Rui Jorge Cabral

Segundo refere uma nota de imprensa, este ‘apagão’ no Corvo vai acontecer durante as noites da próxima semana, entre as 21 horas e as 4 horas, sensibilizando assim a população da ilha e os açorianos em geral para a problemática da poluição luminosa, dando ainda o exemplo para outros municípios da Região.

Esta é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e da Câmara Municipal do Corvo, focando-se num período considerado crítico para as aves marinhas. Nesta altura do ano, aves como a cagarra (conhecida nos Açores por cagarro) estão a abandonar os ninhos e a fazer-se ao mar.

Para evitar predadores, os cagarros fazem-se ao mar durante a noite, mas as luzes das vilas e cidades deixam-nos muitas vezes encandeados.

Desorientados, muitos jovens cagarros acabam por cair por terra, não só nos Açores, mas também na Madeira e nas Canárias, refere a SPEA em nota de imprensa.

Este apagão de uma semana representa uma extensão face a iniciativas anteriores que decorreram no Corvo, onde as autoridades têm reconhecido cada vez mais o impacto da poluição luminosa nas aves e a importância de uma política de eficiência energética para proteger estas espécies e alcançar as metas de conservação e turismo sustentável, refere ainda a SPEA em nota de imprensa.

Já no ano passado, a Câmara Municipal do Corvo e a SPEA promoveram um apagão durante uma noite. E desde 2017 que o município desliga a iluminação pública durante os períodos mais críticos da campanha SOS Cagarro, em que dezenas de voluntários ajudam a encaminhar para o mar as aves desnorteadas.

Refira-se que esta iniciativa mereceu o apoio unânime de 207 corvinos num inquérito realizado pela SPEA e realiza-se no âmbito dos projetos Interreg EElabs, dedicado ao uso sustentável da iluminação artificial e Interreg LuMinAves, que visa especificamente mitigar o impacto da poluição luminosa nas aves marinhas.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.