Açoriano Oriental
Vladimir Putin diz que "ninguém conhece as causas" das alterações climáticas

O Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que ninguém pode dizer com certeza o que provoca as alterações climáticas, colocando em questão o consenso científico sobre a responsabilidade humana.

article.title

Foto: MICHAEL KLIMENTYEV / SPUTNIK
Autor: Lusa/AO Online

"Ninguém conhece as causas das alterações climáticas globais. Sabemos que a nossa Terra passou por períodos de aquecimento e de arrefecimento e isso pode depender de processos no Universo", indicou Putin na sua conferência de imprensa anual.

"Uma pequena mudança no ângulo de rotação da Terra ao redor do Sol pode levar - e já levou no passado - o planeta a mudanças sérias e colossais do clima, com consequências dramáticas", acrescentou o chefe de Estado russo.

Vladimir Putin considerou que "avaliar a influência que a humanidade contemporânea pode ter" no clima é "muito difícil, talvez nem sequer possível".

No entanto, Putin reafirmou o compromisso do seu país de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e o respeito do acordo climático de Paris.

"Não fazer nada também não é uma solução e, neste ponto, concordo com os meus colegas (chefes de Estado). Temos de fazer o máximo esforço para que o clima não mude drasticamente", disse o Presidente russo.

Porém, Putin sublinhou que a Rússia estava particularmente exposta ao aquecimento global.

"É um processo muito sério para nós (...). Cidades inteiras são construídas sobre 'permafrost' [terrenos permanentemente congelados], imagine as consequências" em caso de degelo massivo, realçou Putin.

Esta não é a primeira vez que o Presidente russo faz comentários sugerindo que a atividade humana não é a principal causa das alterações climáticas.

Chefe de um Estado grande produtor de hidrocarbonetos, Putin também alertou em novembro contra os pedidos, em particular na Europa, para se desistir de combustíveis fósseis.

"Ao defender esse tipo de proposta, parece-me que a humanidade pode voltar a viver em cavernas porque não consumirá mais nada", acrescentou.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.