Vasco Cordeiro preocupado com "esvaziamento das funções do Estado nos Açores"

Vasco Cordeiro preocupado com "esvaziamento das funções do Estado nos Açores"

 

Lusa/AO online   Regional   26 de Nov de 2012, 14:37

O presidente do Governo Regional dos Açores manifestou-se esta segunda-feira "preocupado com esvaziamento das funções do Estado nos Açores", a propósito da saída de três jornalistas da delegação da agência Lusa nos Açores.

"Preocupa-me o caso da Lusa em particular, mas também me preocupa a tendência a que se tem assistido de esvaziamento das funções do Estado nos Açores", afirmou Vasco Cordeiro.

Três jornalistas da delegaçao nos Açores da agência Lusa rescindiram amigavelmente o contrato com a empresa no final de outubro, estando a Lusa em “processo de preenchimento de vagas, nomeadamente do seu delegado”, de acordo com fonte da Direção de Informação da agência.

De acordo com o presidente do executivo açoriano, a situação de esvaziamento abrange várias áreas nos Açores como os “serviços de finanças, tribunais e aeroportos".

"[A situação] passa por um conjunto vastíssimo de áreas onde o denominador comum é o Estado abandonar as suas responsabilidades aqui na Região Autónoma dos Açores. Isso é mau do ponto de vista imediato, pelo impacto que tem nestes serviços e pelo impacto que tem naquilo que é a possibilidade dos açorianos poderem utilizar esses serviços, mas [também] é mau num sentido mais profundo que é a forma como Estado entende a sua relação com uma região autónoma", sublinhou Vasco Cordeiro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.