Turquia aguarda intervenção dos EUA

Turquia aguarda intervenção dos EUA

 

Lusa / AO online   Internacional   30 de Out de 2007, 10:57

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, exortou Washington a tomar medidas “urgentes” contra os rebeldes curdos refugiados no norte do Iraque, condicionando o futuro das relações norte-americano-turcas a esta questão.
“Vamos explicar (aos norte-americanos) que esperamos medidas urgentes e concretas contra os refúgios terroristas” do Partido os Trabalhadores dos do Curdistão (PKK) situados no Curdistão iraquiano, afirmou Erdogan durante uma reunião do grupo parlamentar do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP).

Erdogan explicava aos deputados a posição que defenderá quando se encontrar com o Presidente norte-americano, George W. Bush, na Casa Branca a 05 de Novembro.

“O terrorismo do PKK é um teste de sinceridade para todos. Vamos explicar que este teste determinará (…) o futuro das nossas relações” bilaterais, adiantou o primeiro-ministro.

As relações turco-norte-americanas deterioraram-se depois de uma vaga de atentados na Turquia dos rebeldes curdos refugiados no Curdistão iraquiano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.