Ambiente

Tufão Nuri a caminho de Macau

Tufão Nuri a caminho de Macau

 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Ago de 2008, 18:17

O tufão Nuri com ventos de 144 quilómetros por hora estava às 22:00 (15:00 em Lisboa) a 330 quilómetros a sueste de Macau, mas a sua influência já se faz sentir com metade dos voos cancelados no aeroporto.
Em declarações à agência Lusa, José Carlos Angeja, director do Aeroporto de Macau, explicou que já estão cancelados para sexta-feira metade das cerca das 110 operações diárias realizadas pelo aeroporto e que está a ser montada uma resposta para manter um sistema de apoio às companhias "pelo tempo que for necessário após a passagem da tempestade".

    Desde a meia-noite local (17:00 em Lisboa) que o sinal "três" está hasteado.

    "A informação que temos é que o sinal número "oito" - (que paralisa a cidade e suspende as ligações marítimas com Hong Kong) - será hasteado às 05:00 (22:00 de quinta-feira em Lisboa) e que a tempestade deverá fazer-se sentir por cerca de oito horas", explicou ao salientar que o hastear do sinal "oito" deverá paralisar por completo o aeroporto.

    "Depois da passagem da tempestade vamos ter no aeroporto uma equipa especial a trabalhar o tempo que for necessário para permitir que as companhias possam restabelecer as suas operações o mais rápido possível e no quadro das suas necessidades", acrescentou José Angeja.

    As tempestades tropicais estão divididas em quatro categorias - depressão tropical (ventos inferiores a 62 quilómetros por hora), ciclone tropical (ventos superiores a 62 quilómetros por hora), ciclone tropical severo (ventos superiores a 96 quilómetros por hora) e tufão (com ventos superiores a 118 quilómetros por hora).

    A sua aproximação a Macau e a intensidade dos ventos faz com sejam hasteados cinco sinais númericos entre "um" e "dez" com os mais altos a traduzirem uma maior aproximação e mais intensidade da influência da tempestade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.