Açoriano Oriental
"Programa REVIVE poderá ser solução para antigo edifício das Finanças"

A Câmara da Ribeira Grande mostra-se preocupada com o estado de degradação do antigo edifício das Finanças, propriedade do Estado português, localizado na rua Espírito Santo, contíguo à igreja do Espírito Santo, uma preocupação que o presidente da autarquia, Alexandre Gaudêncio, deu nota durante a reunião com o subdiretor-geral da Direção-Geral do Património Cultural, em Lisboa.


Foto: CMRG
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Citado em comunicado de imprensa, o autarca refere que “a nossa intenção é candidatar a reabilitação do edifício ao programa REVIVE – Reabilitação, Património e Turismo, e obtivemos boas indicações de que será possível recuperar o edificado por esta via. Queremos contribuir para a salvaguarda do edifício que se encontra em avançado estado de degradação”.


O programa REVIVE é conduzido por uma equipa técnica que integra representantes da Direção-Geral do Património Cultural, da Direção-Geral do Tesouro e Finanças, da Direção-Geral dos Recursos da Defesa Nacional e do Turismo de Portugal, I.P., contando, ainda, com o envolvimento dos municípios ao nível da localização dos imóveis.


“Estamos cientes de que o património imobiliário público constitui uma componente muito relevante da identidade histórica, cultural e social do país, e um elemento rico e diferenciador para a atratividade das regiões e para o desenvolvimento do turismo, motivos pelos quais pretendemos levar a efeito a reabilitação do antigo edifício das Finanças”, acrescentou Alexandre Gaudêncio.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.