Açoriano Oriental
Procurador especial insiste em decisão rápida do Supremo sobre imunidade de Trump

O procurador especial que investiga Donald Trump instou novamente o Supremo Tribunal dos Estados Unidos a decidir rapidamente sobre se o ex-presidente tinha imunidade quando ocorreu o ataque ao Capitólio, em 06 de janeiro de 2021.

Procurador especial insiste em decisão rápida do Supremo sobre imunidade de Trump

Autor: Lusa/AO Online

O pedido de Donald Trump para que o Supremo Tribunal decida sobre a sua eventual imunidade está a manter em pausa o processo judicial, que deve ser julgado em Washington e que, caso se atrase no tempo, poderá não afetar a eventual candidatura do magnata republicano ou as eleições presidenciais de novembro de 2024.

Smith já tinha feito este apelo na semana passada e voltou hoje a fazê-lo, um dia depois de o próprio Trump ter pedido à mais alta instância judicial dos Estados Unidos para que ignorasse os pedidos do procurador especial, para não tomar uma decisão de forma acelerada ou imprudente.

A defesa de Trump pede que sejam cumpridos todos os procedimentos, incluindo a possibilidade de uma análise prévia por “pelo menos” um tribunal de recurso.

O procurador especial respondeu hoje aos advogados de Trump, sublinhando que é necessária uma decisão do Supremo Tribunal o mais rapidamente possível.

“A revisão imediata desta questão por parte deste tribunal é a única forma de alcançar a sua resolução atempada e definitiva” do caso, defendeu Smith.

Smith sublinhou também que “o interesse público numa pronta resolução deste caso” exige “uma decisão imediata e definitiva” do Supremo Tribunal.

“As acusações aqui são da maior gravidade”, lembrou.

Trump é acusado de incitar o ataque violento ao Capitólio em 06 de janeiro de 2021 e enfrenta um processo por vários crimes, sendo o mais grave conspiração para obstruir a certificação da vitória eleitoral do democrata Joe Biden, enfrentando uma pena máxima de 55 anos de prisão.

O julgamento foi marcado para 04 de março de 2024 em Washington, um dia antes da "super terça-feira" [Super Tuesday, em inglês], o grande dia das eleições primárias em muitos estados.

A audiência pode ser adiada caso questões pendentes, como esta sobre a imunidade de Trump, não forem resolvidas pelo Supremo Tribunal, que tem maioria conservadora.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados