Presença dos Açores na BTL valoriza a importância da consolidação do mercado nacional

Presença dos Açores na BTL valoriza a importância da consolidação do mercado nacional

 

Susete Rodrigues/Lusa/AO Online   Regional   13 de Mar de 2019, 10:43

Os Açores marcam presença, uma vez mais, na maior feira de turismo, BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa -  com "27 agentes do setor, com os seus módulos de negócio, promovendo a sua atividade e, claro, os Açores como um todo”, disse Marta Guerreiro,  secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo.

Para a titular da pasta do turismo, a presença dos Açores na BTL – “valoriza a importância da consolidação do mercado nacional, por ser a maior feira de turismo do país, potenciando, desta forma, o destino junto de um dos principais mercados emissores dos Açores".

Citada em nota do executivo, Marta Guerreiro recordou que, no ano passado, “as dormidas do mercado nacional em todas as tipologias de alojamento cresceram 6,5%, ultrapassando, pela primeira vez na história do turismo dos Açores, um milhão de dormidas”.


“O peso das dormidas do mercado nacional no total de dormidas nos Açores é muito significativo, correspondendo a 41% neste último ano, continuando, de longe, a ser o maior mercado nos Açores”, frisou.

A BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa que começa esta quarta-feira para os profissionais do setor, abrindo ao público na sexta-feira à tarde e até domingo, na FIL, deverá contar com mais de 70 mil visitantes, segundo a organização.

A BTL volta a ter este ano os quatro pavilhões da feira, o que já não acontecia há mais de quatro anos.

No espaço da FIL, o pavilhão um abre com Lisboa, o destino nacional convidado na edição de 2019, e conta com as restantes regiões de Portugal (Alentejo, Algarve, Norte, Centro, Açores e Madeira).

Já a entrada do pavilhão dois está reservada para o Seixal, o município convidado deste ano, o qual tem procurado desenvolver a vertente turística, promovendo a baía integrada no estuário do Tejo e a extensa frente ribeirinha.

Ainda neste pavilhão, além da BTL cultural – uma estreia em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, que conta com a participação de outras organizações culturais, como a Fundação Serralves, o MAAT, a Fundação Berardo e o Centro Cultural de Belém – e dos outros municípios, estará também localizada a animação turística e a gastronomia.

No pavilhão três vai estar localizada a BTL LAB, que representa a inovação no turismo e dá a conhecer 40 ‘startups’.

Por fim, no pavilhão quatro encontram-se as agências de viagens e destinos internacionais, destacando-se algumas novidades como Goa – que este ano vem diretamente (a Índia já costumava estar presente) ou as Seychelles, por exemplo. Macau é o destino internacional convidado.   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.