Açoriano Oriental
Eleições
Pedro Nuno com receção debaixo de chuva intensa na Praça da Sé de Bragança

O secretário-geral do PS teve hoje uma receção debaixo de chuva intensa no centro histórico de Bragança, o que o obrigou a refugiar-se num café, juntamente com a cabeça de lista socialista por este distrito, Isabel Ferreira.

Pedro Nuno com receção debaixo de chuva intensa na Praça da Sé de Bragança

Autor: Lusa /AO Online

“Temos os comícios cheios. Não temos de trazer ninguém de fora. Os apoiantes do PS estão em força connosco”, declarou Pedro Nuno Santos aos jornalistas, numa alusão indireta a ações de campanha da Aliança Democrática (AD), tendo perto de si a ex-secretária de Estado e atual deputada do PS Berta Nunes.

Entre o Instituto Politécnico de Bragança e o almoço comício nesta cidade, o líder socialista tinha prevista uma receção com apoiantes na Praça da Sé. Mas a chuva tornou tudo mais complicado. À chegada, Pedro Nuno Santos e a sua comitiva resolveram abrigar-se num café.

Mas com a comitiva do líder entraram também no café os jornalistas e algumas dezenas de apoiantes aos gritos “PS, PS”. Gerou-se a confusão no interior: caíram duas mesas (uma delas por causa de um repórter de imagem) e algumas chávenas.

Pouco depois, o secretário-geral do PS decidiu sair do café. Já cá fora, novamente, saudou os militantes e simpatizantes socialistas que o esperavam, alguns deles já encharcados pela chuva, e entrou no carro.

Ao início da manhã, no Centro de Investigação de Montanha do Instituto Politécnico de Bragança, o secretário-geral do PS defendeu que a presente campanha eleitoral “tem sido sobre o país e vai continuar a ser sobre o país”.

“Tivemos a oportunidade agora, aqui, neste centro de investigação, de perceber o trabalho que se faz no Politécnico de Bragança e a importância que tem este investimento na ciência, na produção de conhecimento, na transferência desse conhecimento para a economia, para o setor privado”, declarou.

Pedro Nuno Santos realçou também a importância do Instituto Politécnico para a fixação de jovens quadros qualificados.

 “Este é o caminho para nós desenvolvermos o país, não é voltar ao passado, a soluções do passado, mas sim continuarmos a investir na nossa academia, nos nossos jovens qualificados”, completou.

 


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados