Açoriano Oriental
Eleições
Montenegro avisa que se PS não garantiu estabilidade sozinho “o que fará acompanhado”

O presidente do PSD considerou hoje que a AD é “o referencial de estabilidade” nas próximas legislativas, avisando que se o PS não conseguiu garantir estabilidade com maioria absoluta “o que fará acompanhado”.

Montenegro avisa que se PS não garantiu estabilidade sozinho “o que fará acompanhado”

Autor: Lusa /AO Online

No final de uma visita à Feira do Fumeiro dos Sabores e Artesanato do Nordeste da Beira, em Trancoso (distrito da Guarda), Luís Montenegro nunca respondeu às perguntas dos jornalistas sobre se admite viabilizar um eventual Governo minoritário do PS e, questionado se a estabilidade política não é importante para os portugueses, considerou que sim.

“A estabilidade política é tão importante quanto ela está assegurada pelos princípios que norteiam esta candidatura”, respondeu, considerando que a AD tem todas as condições para conseguir “um suporte parlamentar que confira governabilidade ao país”.

E acrescentou: “Nós somos o referencial da estabilidade, reparem bem: se houvesse estabilidade do lado do PS, não estávamos em eleições. Nós estamos em eleições porque o PS não foi capaz de criar estabilidade sozinho, [imaginem] o que fará acompanhado”, avisou.

O presidente do CDS-PP, Nuno Melo, está hoje e nos próximos dias ausente da campanha da AD (coligação que junta PSD, CDS-PP e PPM) por ter testado positivo à covid-19, informou fonte da campanha.



PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados