GNR realiza primeiro curso de prevenção criminal, policiamento comunitário e direitos humanos

GNR realiza primeiro curso de prevenção criminal, policiamento comunitário e direitos humanos

 

AO Online/ Lusa   Nacional   5 de Mai de 2019, 18:16

A GNR vai realizar, a partir de segunda-feira, o primeiro curso de prevenção criminal, policiamento comunitário e direitos humanos com o objetivo de aperfeiçoar as formas de intervenção dos militares da corporação, indicou este domingo aquela força de segurança.

O curso, que se vai realizar até 31 de maio, visa “especializar militares “que desempenham funções nas secções de prevenção criminal e policiamento comunitário dos comandos territoriais, proporcionando-lhes “melhores conhecimentos sobre fenómenos criminais e o aperfeiçoamento de formas de intervenção”, precisa a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

Segundo a corporação, os 360 militares que atualmente estão dedicados às 87 secções de prevenção criminal e policiamento comunitário desenvolvem a sua atividade diária junto da população mais vulnerável, como é o caso das crianças e jovens, dos idosos e, principalmente, no apoio a vítimas de violência.

Esta sua ação tem como objetivo “contribuir para o sentimento de segurança das pessoas, a construção e manutenção de relações de confiança, a manutenção da ordem através de uma análise pormenorizada das características e origem de determinados problemas e a redução da criminalidade, utilizando a antecipação como instrumento eficaz na manutenção da paz social próximo das comunidades”, acrescenta a GNR.

Neste sentido, frisa a corporação, a GNR tem apostado na formação e especialização dos seus recursos, constituindo este curso “uma mais valia para a prestação de um serviço de qualidade às populações”.

O curso, que vai decorrer na Escola da Guarda, em Queluz, conta com a presença de 30 formandos e é composto por quatro módulo, sendo abordados temas como proteção de menores, tráfico de seres humanos, violência doméstica, prevenção da radicalização, indicadores de maus-tratos, cibersegurança e crimes de ódio, bem como modelos de policiamento de Comunicação e técnicas de comunicação em conflitos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.