Açoriano Oriental
Economista Silva Peneda diz que é "enorme honra" 'honoris causa' pela UTAD

O economista e antigo ministro José Silva Peneda afirmou hoje que é uma “enorme honra” receber o doutoramento ‘honoris causa” pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real.

Economista Silva Peneda diz que é "enorme honra" 'honoris causa' pela UTAD

Autor: Lusa /AO Online

“A UTAD decidiu conferir-me esta honra, que tem um significado especial pelo facto de ser apadrinhado pelo general António Ramalho Eanes e pelo professor Luís Valente de Oliveira”, afirmou Silva Peneda, durante a cerimónia que decorreu hoje em Vila Real.

Para o homenageado, o antigo Presidente da República é uma “personalidade que tem um lugar cimeiro na história do século XX do país”, enquanto o ex-ministro social-democrata Valente de Oliveira é um amigo com mais de 50 anos.

A ligação de Silva Peneda à UTAD remonta a 2013, quando aceitou presidir ao conselho geral da academia transmontana, período durante o qual batizou a academia transmontana como “escola de campeões” pelos enólogos, antigos alunos, distinguidos internacionalmente pelos seus vinhos.

Sobre Silva Peneda, Ramalho Eanes disse ser “um cidadão que se tornou ilustre merecedor do reconhecimento pela excelência do trabalho executado em prol da comunidade”.

O ‘honoris causa’ foi atribuído no dia em que a UTAD celebra o seu 38.º aniversário.

“Uma universidade tem obrigação de homenagear sempre os seus melhores”, afirmou o reitor Emídio Gomes, que realçou que Silva Peneda “é um exemplo de serviço público e é, por isso, , da maior justiça a atribuição do mais alto galardão universitário”.

Na cerimónia estiveram presentes ainda os antigos ministros de governos PSD Manuela Ferreira Leite, Luís Marques Mendes, Miguel Cadilhe e Miguel Poiares Maduro, o ex-presidente social-democrata Rui Rio, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, bem como Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do Futebol Clube do Porto, e o antigo selecionador de futebol António Oliveira.

José Silva Peneda tem 74 anos e desempenhou vários cargos na política nacional e europeia, nomeadamente foi ministro do Emprego e da Segurança Social, secretário de Estado, na área da administração regional em três governos, e deputado do Partido Social Democrata na Assembleia da República.

Entre 2004 e 2009, trabalhou como eurodeputado, seguindo-se a presidência do Conselho Económico e Social até 2015, cargo do qual abdicou para se tornar no principal conselheiro do presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker.

Atualmente, Silva Peneda é membro da Chancelaria das Ordens Honoríficas, presidente da Assembleia Geral da União das Misericórdias Portuguesas e membro do Conselho Consultivo da Fundação Bissaya Barreto.

O presidente da Associação Académica da UTAD, Fernando Gonçalves, aproveitou para alertar para o problema da habitação que afeta os estudantes e destacou o esforço da UTAD em criar mais mil camas para colmatar esta dificuldade.

“Não podemos, aos dias de hoje, aceitar que existam estudantes que abandonem o ensino superior por falta de condições económicas para suportar os custos destinados à habitação”, afirmou, defendendo que esta deve ser uma prioridade para o próximo governo da Aliança Democrática.

Durante a cerimónia, a UTAD entregou a primeira edição do prémio Alumni à investigadora Lídia Monteiro, antiga aluna da academia transmontana e que é, desde 2023, vogal do conselho diretivo do Turismo de Portugal, onde desempenha funções a nível da promoção nacional e internacional e no apoio à internacionalização das empresas turísticas.

Este prémio anual é entregue a um antigo aluno que se tenha distinguido pelo seu percurso.

Já o prémio Investigador do Ano 2023 foi atribuído a Paulo Fernandes pelo trabalho desenvolvido na área dos fogos rurais.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados