Açoriano Oriental
Duarte Lima condenado a dez anos de prisão efetiva no processo "Homeland"
O ex-dirigente social-democrata Duarte Lima foi condenado em cúmulo jurídico a dez anos de prisão efetiva, pelos crimes de burla e branqueamento de capitais, no processo Homeland, decidiu o Tribunal de Lisboa.
article.title

Foto: MANUEL DE ALMEIDA / LUSA
Autor: Lusa/AO online

 

Duarte Lima foi condenado a seis anos pelo crime burla e a sete por branqueamento de capitais, tendo ficado em dez anos por cúmulo jurídico.

Apenas o filho de Duarte Lima, Pedro Lima, foi absolvido, enquanto quatro outros arguidos foram condenados.

Duarte Lima, Pedro Lima e Vítor Raposo constituíram o fundo Homeland com o antigo BPN, para a aquisição dos terrenos em Oeiras, em 2007, nas imediações do local onde esteve prevista a sede do Instituto Português de Oncologia (IPO), projeto abandonado mais tarde.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.