Açoriano Oriental
Chega contra a entrada da UBER nos Açores

O Chega Açores mostra-se contra a entrada da UBER em 2020 nos Açores, aceitando esta possibilidade apenas num cenário de retoma económica para valores acima dos registados nos últimos anos.

Chega contra a entrada da UBER nos Açores

Autor: Paulo Faustino

“Mesmo regressando a atividade económica e turística aos valores de 2019, será ainda incomportável esta partilha da atividade, entre taxistas, rent-a-cars, empresas de animação turística e a dita UBER, uma vez que os operadores atrás indicados e em atividade já apresentavam, num passado recente, grandes dificuldades na partilha da atividade, por existir já uma capacidade instalada de dimensão apreciável na Região”, considera o Chega Açores, cujos dirigentes regionais, Carlos Augusto Furtado e José Pacheco, reuniram há dias com a Associação de Táxis de São Miguel. Esta reunião pretendeu perceber as fragilidades atuais deste setor e auscultar as opiniões dos taxistas quanto à possibilidade da entrada da UBER nas ilhas.

O Chega Açores manifesta-se contra a decisão do Governo Regional, “uma vez que foi possível perceber que regra geral esta atividade é desenvolvida por empresários em nome individual, que têm neste negócio a única forma de assegurar a subsistência dos seus lares e que o setor atravessa grandes dificuldades, que tem levado à desistência de alguns alvarás de táxi, mostrando-se assim que a sobrevivência do setor está gravemente comprometida, principalmente numa altura em que a Região atravessa grandes dificuldades no setor turístico”, pode ler-se numa nota do partido. O Chega Açores lamenta que os taxistas não tenham sido ouvidos neste processo, referindo que “o setor poderá precisar de um apoio permanente, com a aquisição de gasóleo a preço profissional”.

O Chega Açores admite que, com a entrada da UBER nos Açores, “poder-se-á estar a beneficiar interesses instalados”, ressalvando que “a eventual teimosia em levar por diante esta decisão pode causar graves problemas sociais às famílias que dependem da regular e sustentável atividade económica de transportes na Região”.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.