Açoriano Oriental
Abaixo-assinado defende encerramento de ruas de Ponta Delgada ao trânsito

A Câmara de Ponta Delgada anunciou hoje que recebeu um abaixo-assinado subscrito por 230 pessoas a apoiar a decisão municipal de encerrar ao trânsito várias ruas do centro da cidade açoriana durante a quadra festiva.

Abaixo-assinado defende encerramento de ruas de Ponta Delgada ao trânsito

Autor: Lusa/AO Online

“Um grupo de cidadãos entregou hoje na Câmara Municipal um abaixo-assinado, subscrito por 230 signatários que manifestam o seu apoio às medidas postas em prática pela autarquia presidida por Pedro Nascimento Cabral”, lê-se em comunicado de imprensa.

Segundo o município, os peticionários defendem que “o aumento do movimento automóvel no centro histórico” ao longo dos anos provocou um “congestionamento das ruas mais estreitas” da cidade.

“O valor da circulação automóvel foi sobreposto ao da experiência do lugar, reduzindo o sentido de vivência a uma função mais decorativa do que identitária, a qual, também por isso, nem sempre é respeitada”, lê-se no documento, citado pela autarquia.

A 03 de dezembro, foi anunciado que, de 09 de dezembro até 02 de janeiro de 2022, a circulação automóvel estaria interditada em várias ruas do centro histórico de Ponta Delgada, tendo sido disponibilizados três autocarros gratuitos para fazer a ligação, aos sábados, entre os parques de estacionamento e o centro da maior cidade açoriana.

Os subscritores do documento hoje divulgado defendem que as “restrições testadas” devem ser “continuadas e alargadas a outras artérias” e pedem ao município para “melhorar” as “vias, estruturas e equipamentos associados à mobilidade pedonal”.

Para os signatários, o encerramento daquelas ruas ao trânsito são “coerentes com uma perspetiva de futuro”, defendendo ser necessário realizar um “esforço conjunto” para “mudar a paisagem da cidade”.

O presidente da Câmara de Ponta Delgada, o social-democrata Nascimento Cabral, disse esta quarta-feira que o município não vai indemnizar “quem quer que seja” devido ao encerramento do trânsito em ruas do centro histórico da cidade açoriana durante a época natalícia.

A 20 dezembro, o presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD), Mário Fortuna, disse ter a “garantia” de que o município iria compensar os comerciantes prejudicados pelo encerramento de ruas ao trânsito no centro histórico.

Em 16 de dezembro, vários comerciantes criticaram à Lusa o encerramento de ruas de Ponta Delgada que, defenderam, afastou os clientes da baixa.

Antes, a 14 de dezembro, um grupo de 50 comerciantes do centro histórico de Ponta Delgada entregou à Câmara Municipal um abaixo-assinado a pedir a “reabertura imediata” das ruas encerradas ao trânsito no período festivo.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados