Ser Jovem em Igualdade


 

Eduardo Naia e Ana Gonçalves   Eu Repórter   26 de Nov de 2007, 11:40

Cada cidadão tem de exigir que os outros respeitem os seus direitos, que aceitem o Bem Comum como mais importante que os interesses pessoais e que cumpram as obrigações impostas pela lei.
Desta feita, formar jovens conscientes dos seus direitos e deveres como cidadãos é uma das temáticas que todos os docentes da Escola Secundária Domingos Rebelo premeiam nas relações que estabelecem com os seus alunos dentro ou fora das salas de aula.

No sentido de aprimorar estes valores, os docentes de Formação Cívica e de Investigação e Apoio Multidisciplinar do sétimo ano de escolaridade têm vindo a debater, nas suas aulas, a questão da igualdade no mundo do trabalho, no local de trabalho/ estudo, na sociedade em geral, partindo da leitura de textos e culminando na realização de cartazes, na elaboração de textos de opinião e na encenação de pequenas peças de teatro.

Para além da abordagem desta temática na sala de aula, durante os meses de Dezembro e de Janeiro, os alunos de todas as turmas do sétimo ano, cerca de 300, participarão em sessões de sensibilização cujo tema é Ser Jovem em Igualdade, podendo assim partilhar experiências e relatos de outras pessoas, ficando mais elucidados sobre a questão da igualdade. Estas acções serão dinamizadas pelo CIPA – Centro de Informação, Promoção e Acompanhamento de Políticas de Igualdade em parceria com a Associação de Apoio à Mulher e Jovens em Risco.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.