Surf

SATA Airlines Azores recupera estatuto Prime

SATA Airlines Azores recupera estatuto Prime

 

Nuno Martins Neves   Outras modalidades   22 de Abr de 2013, 16:58

A Association of Surfing Professionals (ASP) confirmou hoje a presença da etapa açoriano no circuito de qualificação mundial, evento que recupera o estatuto Prime, o mais alto do circuito.

Segundo nota enviada pela ASP, o SATA Airlines Azores Islands Pro, que se realiza de 3 a 9 de setembro, vai voltar a ser uma etapa Prime, o que significa um prize-money de 250 mil dólares e vários pontos preciosos para os 100 melhores surfistas que lutam pelo apuramento para o Campeonato do Mundo.

A prova açoriana, que este ano é exclusiva aos homens, é a quinta paragem do campeonato WQS, logo a seguir à etapa de Huntington Beach, na Califórnia.

Segundo Rob Gunning, diretor de prova da ASP, o estatuto Prime são "boas notícias para os Açores. Este evento estabeleceu-se, ao longo dos anos, no calendário da ASP Europa e estamos felizes por voltar a receber os melhores surfistas em São Miguel".

A etapa açoriana encerra a primeira parte do campeonato, razão pela qual Rob Gunning acredita que os melhores surfistas não vão desperdiçar a oportunidade de surfar as ondas de Santa Bárbara, em busca de pontos para subir na classificação.

O vencedor do SATA Airlines ganha, além do prémio monetário e dos pontos, o direito a estar no RipCurl Peniche Trials e no Cascais Moche Trophy.

A promoção do evento para o estatuto Prime deixou Rodrigo Herédia, da organização, bastante satisfeito. "É muito importante para os Açores, pois permite mostrar ao mundo a qualidade das suas ondas".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.