Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   4 de Nov de 2008, 05:38

As eleições norte-americanas que se realizam hoje, a situação do BPN e o aumento do preço dos automóveis a diesel são algumas das notícias em destaque na imprensa de Lisboa.
 "Quem vai morar na Casa Branca? e vai mudar o mundo?" questiona hoje o Público sobre as eleições norte-americanas.

    O mesmo assunto consta da capa do Diário de Notícias que coloca frente a frente, de perfil, fotografias dos dois candidatos: Barack Obama e John McCain.

    O Público puxa ainda para capa declarações, feitas segunda-feira, de Miguel Cadilhe sobre o BPN, em que o presidente da Sociedade Lusa de Negócios, que detém o banco, aponta para uma falha grave na supervisão da instituição.

    "Metade das escolas não faz avaliação" e "Portugal em recessão ainda este ano" são outros títulos da primeira página do jornal.

    O Diário de Notícias faz manchete com a notícia: "Banco de Portugal tinha denúncia contra BPN desde Março".

    Neste diário lê-se também que avaliação dos professores está parada em metade das escolas e que a vacina para o cancro do colo do útero excedeu as previsões.

    "Segurança Social esconde depósito do BPN" realça o Correio da Manhã, adiantando que a instituição se recusou a revelar o valor da conta corrente que possui naquele banco.

    O diário põe também na primeira página devido ao limite de prisão preventiva, Maria das Dores, acusada de ter morto o marido, poder ser libertada.

    A decisão da Comissão Disciplinar da Liga em suspender por mais quatro meses o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, devido a declarações públicas quando já estava castigado consta da primeira página do Correio da Manhã, que também noticia a suspensão por 45 dias do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, por se ter dirigido ao balneário de um árbitro quando também estava castigado.

    "Carros a diesel aumentam mais do que os a gasolina", lê-se no Jornal de Notícias, adiantando que um automóvel médio a gasóleo comprado em 2009 pode custar mais 1.300 euros.

    Este diário afirma também que Miguel Cadilhe está contra o Governo, por considerar que a nacionalização do BPN é "desproporcionada".

    O Jornal de Notícias também se refere, às eleições norte-americanas, anunciando, sobre as fotos dos dois candidatos em cartas de jogar, que “jogo eleitoral tem vencedor hoje”.

    "Inspectores da PJ aliciados a traírem Gonçalo Amaral", no caso Joana, titula o 24horas, referindo que “advogado da mãe de Joana propõe acordo secreto ao advogado de defesa dos polícias”.

    A crise do BPN merece destaque nos dois jornais económicos, com o Jornal de Negócios a titular "Conflito total", atendendo às declarações de Miguel Cadilhe que "acusa autoridades de acção política".

    "Parlamento debate hoje lei das nacionalizações" escreve também o jornal.

    O Diário Económico diz que Cadilhe transformou o BPN em caso político e noticia também que a "Economia portuguesa vai estagnar em 2009".

    O Diabo realça na capa uma entrevista com o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, onde António Cluny afirma que: "A justiça está hoje mais desprestigiada, por isso menos capaz de desempenhar a sua função".

    Na capa deste jornal surge ainda uma declaração do presidente da Associação das Pequenas e Médias Empresas, Augusto Morais, segundo o qual "Teixeira dos Santos [ministro das Finanças] conseguiu equilibrar o défice à custa da fome das famílias".

    O hondurenho David Suazo e o argentino Pablo Aimar estão hoje nas capas dos matutinos desportivos, graças ao golo construído pelos dois jogadores do Benfica no encontro com o Vitória de Guimarães (1-2).

    “É fantástico entrar na história do Benfica”, titula A Bola, citando Suazo, que surge na primeira página a segurar um cachecol com a cor do Benfica e a inscrição “golo 5000”.

    O jornal adianta que o futebolista lhe confessou “que não sabia que tinha marcado o golo mais desejado”.

    A Bola dedica ainda espaço ao jogo de hoje entre o Sporting e o Shakthar Donetsk, a contar para a Liga dos Campeões, anunciando “Sporting às portas de proeza inédita”, pois os “leões qualificam-se para os oitavos-de-final se vencerem hoje e o Basileia não ganhar”.

    Na capa de O Jogo anuncia-se que “Aimar aprendeu a rabona aos 12 anos”, explicando que se trata de um lance em que um jogador chuta com uma perna por detrás da outra, ilustrado com uma foto.

    O matutino refere ainda que o treinador Quique Flores “conversou com Reyes e não quer mais expulsões”.

    O Jogo destaca ainda a decisão do Supremo Tribunal Administrativo que “rejeita escutas da Liga no Apito Final” e indica que o presidente da União de Leiria, João Bartolomeu, que tinha impugnado a utilização das escutas, “vai avançar com pedidos de indemnização”.

    O Record festeja o 29º aniversário de Pablo Aimar, mostrando o jogador na capa com uma taça de champanhe, citando uma declaração do futebolista argentino: “melhor presente é ser campeão”.

    O jornal diz que o pai do hondurenho David Suazo “viu o golo 5.000” e comentou “foi uma obra de arte”.

    O matutino, que ignora na capa a decisão do Supremo Tribunal Administrativo sobre as escutas no Apito Final, tal como A Bola, cita a “resposta” do presidente do Sporting, Soares Francos, ao seu homólogo benfiquista: “não quero parar o Benfica - quero utrapassá-lo”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.