Presidente russo exige encerramento das companhias aéreas incapazes de garantir segurança

Presidente russo exige encerramento das companhias aéreas incapazes de garantir segurança

 

Lusa / AO online   Economia   11 de Set de 2011, 13:27

O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, encarregou hoje o Governo de tomar medidas para encerrar as companhias aéreas que não garantem a segurança dos voos, informa o centro de imprensa do Krelim.

“Elaborar um conjunto de medidas para pôr fim, na Rússia, à atividade de companhias aéreas incapazes de garantir a segurança dos voos. O prazo de realização termina a 15 de novembro de 2011”, lê-se num comunicado publicado.

Medvedev encarregou também o Governo de preparar projetos-lei que prevejam o aumento das multas pela violação das normas de preparação e realização de voos, bem como a possibilidade de, sem recorrer aos tribunais, suspender o trabalho das companhias aéreas que violam a legislação aérea da Rússia.

Estas medidas foram tomadas depois da queda do avião Iakovlev-42, na quarta-feira, que vitimou 43 pessoas, entre as quais jogadores e treinadores da equipa de hóquei no gelo do Lokomotiv de Iaroslav.

Um hoquista e um engenheiro de bordo encontram-se internados em Moscovo, num estado considerado grave.

O Ministério dos Transportes da Rússia anunciou que no país existem 130 companhias de aviação, mas que o número ideal deverá situar-se entre cinco e sete grandes companhias.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.