Açoriano Oriental
Presidente da República pede que se "pense o país a longo prazo"

O Presidente da República pediu esta sexta feira que se pense o país a longo prazo e que não sejam apenas negociadas medidas para o dia e orçamentos seguintes, referindo que “ninguém pode planear a vida assim”.

Presidente da República pede que se "pense o país a longo prazo"

Autor: AO Online/ Lusa

“O que me preocupa para o futuro, é que nós temos um plano de recuperação da economia que está em crise e se a pandemia durar muito a crise vai ser maior. Vai ser um plano a prazo. Eu gostaria que se pensasse o país a prazo, e não de vivermos isto, que é todos os dias andarmos a discutir e a negociar as medidas para o dia seguinte ou para o orçamento seguinte”, disse aos jornalistas Marcelo Rebelo de Sousa, em Aljezur, no Algarve.

O Chefe de Estado deslocou-se hoje ao concelho de Aljezur para um jantar de trabalho com os autarcas do Algarve, naquela que é a sua 15.ª visita à região desde o início de agosto, altura em que prometeu visitar todos os 16 municípios algarvios.

Marcelo Rebelo de Sousa disse que, por aquilo que tem conhecimento, “existem condições para fechar e passar” o Orçamento de Estado para 2021, acrescentando que “como ainda falta um mês e meio, veremos”.

O Presidente da República acrescentou que o que vê em Portugal hoje, “é que as pessoas, além da pandemia que obriga a olhar para o dia a dia, olham para o Orçamento, e é quase uma discussão dia a dia, olham para algumas leis é também uma discussão dia a dia”

“Eu tenho pena que essa seja a visão, mas que não facilita muito olhar para o futuro assim num prazo maior”, lamentou.

Na opinião de Marcelo Rebelo de Sousa, o problema de se pensar o país dia a dia “não é de os líderes políticos não estarem à altura, mas sim de ser encontrada uma forma de relacionamento”.

“Uma forma de relacionamento que signifique que se queremos mudar Portugal num futuro, é pensarmos a prazo. Como é que poderemos dizer que o futuro é da juventude, dos nossos filhos, dos nossos netos, se olharmos apenas para o dia seguinte e ajustarmos ao dia seguinte?”, questionou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que viver assim e olhar para o futuro não é muito fácil, mas é o que tem acontecido ultimamente.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.