Açoriano Oriental
Presidenciais
“Não é por haver eleições hoje que se vai multiplicar o vírus”, diz Rui Rio

O presidente do PSD defendeu que “não é por haver eleições hoje que se vai multiplicar o vírus” e, apesar de ter defendido o adiamento das presidenciais, ao verificar a organização do processo, pediu às pessoas para votar.

“Não é por haver eleições hoje que se vai multiplicar o vírus”, diz Rui Rio

Autor: AO Online/ Lusa

Após 15 minutos de espera, Rui Rio votou cerca das 11:45 na Escola Bom Sucesso, no Porto, com elogios à forma como o processo eleitoral foi aqui organizado e deixando um apelo para que as pessoas venham votar.

“Estou convencido que, da forma como estamos a votar, não é por haver eleições hoje que se vai multiplicar o vírus e estou à vontade porque eu fui um dos que achava que se deveria adiar as eleições. Estou a dizer isto com essa autoridade moral”, afirmou.

O líder do PSD, que lembrou que “queria adiar” este ato eleitoral para a Presidência da República, foi perentório: “estou a olhar, estou a ver e estou a dizer às pessoas que podem vir”.

“Se a abstenção for muito elevada, não deixa de haver eleições, como é lógico, mas é muito diferente. O empenho das pessoas é fundamental para esta eleição”, apelou.

Apontando que “a abstenção é sempre grande”, Rio espera que esta “não seja ainda muito mais elevada por força da situação que o país está a atravessar e para isso é preciso organizar as coisas devidamente”.

Questionado sobre se considerava que as autoridades tinham “aprendido a lição” com os problemas do voto antecipado na semana passada, o social-democrata disse esperar que “as críticas que o Governo sofreu relativamente àquilo que aconteceu no domingo” tenham levado o executivo “a acordar e, por sua vez, todos os demais responsáveis locais também a perceberem que não podia ser aquilo” que se viu “em Lisboa e aqui no Porto também”.

“Espero, do mal o menos, que pelo menos tenha servido para que no dia principal que é hoje tudo esteja devidamente organizado”, disse.

Reiterando o apelo a que as pessoas vão votar, o presidente do PSD fez questão de “dar os parabéns à Junta de Freguesia de Massarelos” uma vez que o processo eleitoral “está excecionalmente organizado, não há perigo nenhum”.

“Não há qualquer risco em termos sanitários e não há qualquer desconforto em termos climáticos”, enfatizou.

Rio referiu que, “há muitos anos” votava-se na Junta de Freguesia de Massarelos, “só que precisamente a junta fez essa alteração agora para permitir todo este distanciamento que esta escola permite e que a junta não permitia”.

“Eu percebo que as pessoas tenham receio e por isso é muito importante eu dizer o que estou a dizer e vocês mostrarem as imagens que podem mostrar. Vota-se com completo conforto, não custa nada, não demora muito, acho que está perfeito”, elogiou.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados