Mota-Engil e Vinci compram participação da MacQuarie na Lusponte por 112 ME


 

Lusa/AO online   Economia   29 de Set de 2008, 18:27

A Mota-Engil e a francesa Vinci compraram a posição de 30,61 por cento do grupo australiano MacQuarie na Lusoponte por 112 milhões de euros, anunciou hoje a construtora portuguesa em comunicado enviado ao regulador bolsista.

    "A Mota-Engil e a Vinci Construction acordaram a compra da posição de 30,61 por cento detida pela MacQuarie Infrastructure pelo montante global de 112 milhões de euros", de acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

    A Mota-Engil, que actualmente detém 13,83 por cento do capital da Lusoponte, irá adquirir uma parcela adicional de 24,19 por cento, que representará um investimento de 88 milhões de euros.

    Com esta operação, a Mota-Engil torna-se a maior accionista da concessionária das Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, com 38,02 por cento do respectivo capital social.

    A transacção que está sujeita ao exercício dos direitos de preferência dos restantes accionistas (Somague, Teixeira Duarte e Skanska) e consentimento final dos bancos financiadores da concessão e do concedente deverá estar concluída até ao final do ano, refere o comunicado.

    Os activos detidos pelo grupos Mota-Engil e Espírito Santo no sector da concessão dos transportes serão transferidos para a Ascendi, sociedade dos dois grupos para a área das concessões.

    A Teixeira Duarte, que detém 7,5 por cento da Lusoponte, anunciou em Agosto que quer vender a sua participação na concessionária das pontes sobre o rio Tejo.

    Deste modo, a Vinci e a Mota-Engil vão passar a ser os únicos accionistas que se mantêm desde a fundação da Lusponte.

    A Lusoponte detém a concessão das duas travessias rodoviárias sobre o rio Tejo até 31 de Março de 2030.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.