Açoriano Oriental
Eleições
Montenegro defende sistema de progressão na função pública "sempre e só influenciado pelo desempenho e mérito"

O presidente do PSD defendeu na sexta-feira que os funcionários públicos "devem ter um sistema de progressão sempre e só influenciado pelo seu desempenho, pelo seu mérito", que, prometeu, "estará sempre à frente do cartão partidário".

Montenegro defende sistema de progressão na função pública "sempre e só influenciado pelo desempenho e mérito"

Autor: Lusa /AO Online

Luís Montenegro discursava num comício da Aliança Democrática (AD) no Europarque, em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, em que apresentou a coligação PSD/CDS-PP/PPM como "a maior garantia de estabilidade" e o PS liderado por Pedro Nuno Santos como "o cúmulo da instabilidade política".

"Para nós, a Administração Pública, os funcionários públicos devem ter carreiras atrativas – estamos com um problema de recrutamento de pessoas para trabalhar nos nossos serviços públicos – e devem ter um sistema de progressão sempre e só influenciado pelo seu desempenho, pelo seu mérito, pela sua capacidade de atingir resultados", afirmou o presidente do PSD.

Segundo Luís Montenegro, este é "mais um traço distintivo da estabilidade" que a AD representa em relação ao partido no Governo, que acusou de "confundir o Estado com o PS ou o PS com o Estado".

"A nossa estabilidade na Administração Pública é a valorização dos funcionários. A nossa estabilidade na Administração Pública é a valorização do resultado e do desempenho de cada um. A nossa estabilidade na Administração Pública não é enxamear o Estado com aqueles que são nossos companheiros de partido. Por muito que isso custe, eu quero já avisar que no nosso projeto o mérito estará sempre à frente do cartão partidário, sempre", acrescentou.



PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados