Visita estatutária

Mau tempo 'obriga' comitiva governamental a permanecer no Corvo


 

Lusa / AO online   Regional   12 de Nov de 2009, 17:30

A comitiva do Governo Regional dos Açores que concluiu esta quinta-feira uma visita ao Corvo ficou retida na mais pequena ilha do arquipélago devido ao agravamento das condições climatéricas, que impossibilitaram o regresso a Ponta Delgada.
O vento forte, com rajadas, impediu o avião de aterrar no Aeródromo do Corvo, deixando nesta ilha o presidente do governo, Carlos César, o vice-presidente, Sérgio Ávila, todos os secretários regionais e alguns directores regionais.

No Corvo ficaram também todos os elementos de apoio ao governo regional e os jornalistas que acompanharam a visita estatutária à mais distante ilha do arquipélago.

A comitiva, de cerca de três dezenas de elementos, deveria ter saído da ilha em dois voos, previstos para a tarde, mas foram ambos cancelados devido às más condições climatéricas que se fazem sentir nesta região do Atlântico Norte.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.