Grupo Desportivo Comercial está “tecnicamente falido”

Grupo Desportivo Comercial está “tecnicamente falido”

 

Arthur Melo   Motores   26 de Jun de 2019, 09:18

António Andrade estranha que os associados do GDC tenham votado, favoravelmente, o relatório e contas da época 2018 na assembleia geral (AG) do passado dia 5, documento que descreve como sendo “uma folha de excel com o deve e o haver e com um arrazoado de premissas que aos sócios não dizem nada”.

O ex-diretor de provas sublinha que “o que salta à vista é que este clube está tecnicamente falido! Este clube não tem condições para cumprir as suas obrigações”, atirou. António Andrade adianta que “há um milhão de euros que não se sabe onde é que está e não há contas conhecidas desde 2007 ou 2008, quando esta direção tomou posse”, vincando que os presidentes da direção e da mesa da assembleia geral são os mesmos de sempre, mostrando-se ainda incrédulo com a omissão de informação aos sócios por parte da atual direção do GDC. 


Ler mais na edição desta quarta-feira, 26 junho 2019, do jornal Açoriano Oriental




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.