Governo dos Açores vai reduzir a renda a 174 famílias da região

Governo dos Açores vai reduzir a renda a 174 famílias da região

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Mar de 2019, 08:15

A secretária regional da Solidariedade Social do Governo dos Açores Açores anunciou a redução das rendas de 174 famílias que vivem em casas da região em regime de arrendamento com opção de compra.

“Estamos a falar de reduções que, em média, rondam os 21%, mas podem atingir os 53%”, afirmou Andreia Cardoso, citada em nota de imprensa, adiantando que “o valor médio de redução é de cerca de 52 euros mensais, mas, em alguns casos, poderá atingir os 188 euros”.

Com esta medida, o executivo pretende aumentar o rendimento disponível, já que a soma de todas as reduções permite uma "poupança de 10.500 euros mensais, ou seja, 126 mil euros anuais que ficam disponíveis para estas famílias", frisou a resposável pela tutela.

A medida vai ser aplicada, maioritariamente, a famílias das freguesias da Maia, Livramento, Ribeira Seca e Arrifes, na ilha de São Miguel, e em Santa Luzia, na Terceira.

A governante anunciou a medida durante a apresentação dos concursos públicos para a atribuição de 24 habitações em regime de arrendamento com opção de compra, estando em causa 15 apartamentos nas ilhas de São Miguel, Faial e Terceira, e nove moradias nas ilhas de São Miguel, Santa Maria, Graciosa, São Jorge e Flores, explica a nota.

Andreia Cardoso destacou que “após a atribuição destas habitações, totalizam-se quase 500 agregados familiares da Região Autónoma dos Açores a usufruir de uma habitação permanente, a rendas acessíveis, com a possibilidade de vir a adquirir a habitação”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.