Futebol "acelera" assinatura de acordo sobre construção do gasoduto South Stream


 

Lusa / AO online   Internacional   14 de Nov de 2009, 15:44

O jogo de apuramento para o Campeonato do Mundo de Futebol de 2010 entre a Rússia e a Eslovénia acelerou a assinatura do acordo entre os dois países sobre a construção do gasoduto “South Stream”, declarou Borut Pahor, primeiro-ministro esloveno.

Pahor e o seu homólogo russo, Vladimir Putin, assinaram hoje um acordo que prevê a cooperação na construção e exploração do gasoduto “South Stream” no território da Eslovénia, sendo este país o último por onde passa a infraestrutura.

“Chegou a hora de revelar a verdade. Devo responder à pergunta porque é que decidimos acelerar as conversações. Queríamos assinar o acordo ainda antes de estragar as nossas relações devido à vitória da nossa selecção”, declarou o bem-humorado primeiro-ministro esloveno.

As selecções da Rússia e da Eslovénia disputam hoje a primeira-mão do "play off" que permitirá o apuramento de uma das equipas.

“Nós temos um provérbio: não grites golo antes de o marcar. Vencerá o mais forte e iremos saudar essa vitória”, retorquiu Putin.

“O 'South Stream' torna-se realmente um grande projecto europeu, nós assinámos hoje o último acordo com todos os parceiros que são necessários à realização deste projecto”, acrescentou.

O novo gasoduto, que deverá entrar em funcionamento em 2015, deverá transportar, anualmente, 63 mil milhões de metros cúbicos de gás natural da Rússia e Ásia Central, através dos mares Cáspio e Negro, até à Europa.

No continente europeu, este gasoduto atravessará e fornecerá gás a países como Bulgária, Grécia, Hungria, Sérvia, Eslovénia, Aústria e Itália.

Este gasoduto pretende ser um concorrente do projecto “Nabucco”, apoiado pela União Europeia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.