Açoriano Oriental
FC Porto confirma terceiro lugar, Portimonense obrigado a ir ao play-off

O FC Porto assegurou hoje o terceiro lugar da I Liga de futebol, enquanto o Portimonense vai disputar o play-off de manutenção e Estrela da Amadora e Boavista conseguiram a permanência, na 34.ª e última jornada.

FC Porto confirma terceiro lugar, Portimonense obrigado a ir ao play-off

Autor: Lusa /AO Online

Em Alvalade, na despedida do campeonato, o Sporting fez a festa do seu 20.º título perante o despromovido Desportivo de Chaves (3-0), com o Moreirense, também em casa, a alcançar a sua melhor prestação pontual de sempre, assim como o Vitória de Guimarães.

O sportinguista Viktor Gyokeres, que 'bisou' perante os transmontanos, ficou para a história como melhor marcador desta edição da I Liga, com 29 golos.

No Minho, no encontro que oficialmente encerrou a I Liga 2023/24, o FC Porto garantiu o terceiro lugar ao vencer por 1-0 na visita ao Sporting de Braga, que acabou em quarto.

A jogar contra 10 elementos desde os 12 minutos, por expulsão de Victor Gómez, os ‘dragões’ apenas chegaram ao golo aos 84, por intermédio de Galeno, ex-jogador do Braga, confirmando a qualificação direta para a fase de grupos da Liga Europa da próxima temporada.

Já o Sporting conseguiu o pleno de triunfos em casa com golos de Gyokeres (23 e 37 minutos) e Paulinho (55), na despedida de Adán e Luís Neto, que vão deixar o clube após final de contrato.

Num cenário bem diferente, Estrela da Amadora e Boavista, este último de forma dramática, asseguraram a manutenção direta na I Liga, de nada valendo ao Portimonense o triunfo em Faro sobre o Farense (3-1), ficando agora à espera do terceiro classificado da II Liga, que ficará definido no domingo, entre AVS e Marítimo.

O Portimonense, de Paulo Sérgio, esteve a segundos da festa da manutenção, mas Miguel Reisinho, num jogo com largos descontos, deu o empate ao Boavista perante o Vizela (2-2), deixando os algarvios em ‘sarilhos’.

Miguel Reisinho marcou, aos 90+11 minutos, de grande penalidade, o golo que deu aos ‘axadrezados’ a igualdade na receção ao já despromovido Vizela, garantindo, assim, a permanência dos boavisteiros, já depois de Joel Silva (53) ter também marcado para os portuenses e Lebedenko (30) e Matheus Pereira (61) terem ‘faturado’ para os vizelenses.

Já o Estrela da Amadora bateu em casa o Gil Vicente, por 1-0, com um golo de Kikas, aos 24 minutos, e mantém-se no escalão principal, ao qual tinha regressado esta época.

Já sem Álvaro Pacheco, que abandonou o clube a meio da semana para rumar ao Brasil, o Vitória de Guimarães, quinto classificado, venceu o Arouca, sétimo, por 3-1, sendo que os vitorianos fixaram o seu recorde de pontuação no principal escalão, com 63 pontos, superando o anterior, de 62, que tinha sido atingido em 1995/96 e 2016/17.

Nélson Oliveira, aos 50, Thiago Rodrigues, na própria baliza, aos 53, e Manu Silva, aos 62, marcaram os golos dos vimaranenses, já depois de Cristo González, aos 39, de grande penalidade, ter adiantado os anfitriões, que fecham a I Liga com 46 pontos.

O Moreirense também consumou a sua melhor prestação numa edição da I Liga, ao vencer o Estoril Praia por 2-1, com golos de Mingotti, aos cinco minutos, e Gonçalo Franco, aos 66. Pelo meio, João Carlos ainda empatou para os visitantes, aos 49, num encontro que permitiu à formação de Moreira de Cónegos fixar a sua melhor pontuação de sempre no primeiro escalão, com 55, mais três do que o anterior máximo (52), alcançado em 2018/19.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados