Açoriano Oriental
Taça da Liga
Fátima elimina FC Porto da Taça da Liga
O Fátima, da Liga de Honra, eliminou o FC Porto na terceira eliminatória da Taça da Liga, no desempate por grandes penalidades (4-2)
Fátima elimina FC Porto da Taça da Liga

Autor: Lusa/AO

O CD Fátima conseguiu hoje o apuramento para a quarta eliminatória da Taça da Liga, ao vencer inesperadamente o FC Porto no desempate por grandes penalidades (4-2), depois de um “nulo” no final do tempo regulamentar.
No jogo disputado no Estádio Municipal de Fátima, o guarda-redes anfitrião, Pedro Duarte, assinou uma exibição impecável, mantendo a sua baliza inviolável durante os 90 minutos e defendendo a grande penalidade cobrada por Lino.
O CD Fátima infligiu ao FC Porto a segunda derrota da época em jogos oficiais - depois da averbada na Supertaça (0-1 com o Sporting) - e numa altura em que os “dragões” estão a realizar o melhor arranque de campeonato da última década, com cinco triunfos em cinco jornadas.
A eficácia do CD Fátima, que converteu as quatro grandes penalidades (Miguel Xavier, Saleiro, Moreira e Marinho) derrubou o FC Porto, pelo qual falharam Lino, que permitiu a defesa a Pedro Duarte, e Mariano Gonzalez, com um remate ao lado do poste direito.
Jesualdo Ferreira apresentou seis novidades na equipa inicial: Stepanov, Lino, Kazmierczak, Leandro Lima, Bolatti, Farias e Rui Pedro.
No campo oposto, Rui Vitória, apresentou três jogadores de ataque - Cícero, Marinho e Saleiro -, mas compensou o meio-campo com João Fonseca, Joel e Falardo a controlarem os movimentos de Bolatti, Leandro Lima e a Kazmierczak.

Na primeira parte, dada a semelhança dos sistemas tácticos, verificou-se um encaixe entre as equipas, apenas desfeito pelos remates de Farias e Kazmierczak para defesas seguras de Pedro Duarte, que afastou ainda o perigo provocado pelas bolas paradas de Leandro Lima e Lino.
No CD Fátima, a ala direita, entregue a Marco Airosa e Cícero, dificultou a vida a Lino e protagonizou as melhores jogadas de ataque da equipa comandada por Rui Vitória.
Saleiro, referência ofensiva da equipa do CD Fátima, abriu espaços na defensiva “azul e branca” e possibilitou incursões a Joel, que tentou por duas vezes bater Nuno, sem sucesso.
O empate ao intervalo levou Jesualdo Ferreira a colocar em campo Adriano e Marek Cech, que substituíram Rui Pedro e Kazmierczak, deslocando Farias para a esquerda do ataque de FC Porto, “segurando” as arrancadas de Marco Airosa.
O brasileiro Leandro Lima enviou a bola ao poste da baliza do CD Fátima (53 minutos), com um remate de fora da área, em que a bola sofreu um desvio num defesa e obrigou Pedro Duarte a defesa difícil.
Depois de um inicio acutilante do FC Porto na segunda parte, a resposta do CD Fátima demorou 11 minutos, quando Marinho num remate de “ressaca”, no seguimento de um pontapé de canto, obrigou Nuno a uma defesa com os punhos.
Aos 75 minutos, com o FC Porto a dispor de dois pontas-de-lança, depois da troca de Farias por Edgar, um lançamento de Marek Cech para o avançado brasileiro colocou novamente à prova Pedro Duarte, que defendeu o remate com os pés.
Miguel Xavier ainda “assustou” o guarda-redes Nuno, aproveitando uma perda de bola de Lino, que, no último minuto, não conseguiu bater Pedro Duarte, depois de um cruzamento da direita de Edgar.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.