Taça da Liga

Fátima elimina FC Porto da Taça da Liga

Fátima elimina FC Porto da Taça da Liga

 

Lusa/AO   Futebol   26 de Set de 2007, 21:23

O Fátima, da Liga de Honra, eliminou o FC Porto na terceira eliminatória da Taça da Liga, no desempate por grandes penalidades (4-2)

O CD Fátima conseguiu hoje o apuramento para a quarta eliminatória da Taça da Liga, ao vencer inesperadamente o FC Porto no desempate por grandes penalidades (4-2), depois de um “nulo” no final do tempo regulamentar.
No jogo disputado no Estádio Municipal de Fátima, o guarda-redes anfitrião, Pedro Duarte, assinou uma exibição impecável, mantendo a sua baliza inviolável durante os 90 minutos e defendendo a grande penalidade cobrada por Lino.
O CD Fátima infligiu ao FC Porto a segunda derrota da época em jogos oficiais - depois da averbada na Supertaça (0-1 com o Sporting) - e numa altura em que os “dragões” estão a realizar o melhor arranque de campeonato da última década, com cinco triunfos em cinco jornadas.
A eficácia do CD Fátima, que converteu as quatro grandes penalidades (Miguel Xavier, Saleiro, Moreira e Marinho) derrubou o FC Porto, pelo qual falharam Lino, que permitiu a defesa a Pedro Duarte, e Mariano Gonzalez, com um remate ao lado do poste direito.
Jesualdo Ferreira apresentou seis novidades na equipa inicial: Stepanov, Lino, Kazmierczak, Leandro Lima, Bolatti, Farias e Rui Pedro.
No campo oposto, Rui Vitória, apresentou três jogadores de ataque - Cícero, Marinho e Saleiro -, mas compensou o meio-campo com João Fonseca, Joel e Falardo a controlarem os movimentos de Bolatti, Leandro Lima e a Kazmierczak.

Na primeira parte, dada a semelhança dos sistemas tácticos, verificou-se um encaixe entre as equipas, apenas desfeito pelos remates de Farias e Kazmierczak para defesas seguras de Pedro Duarte, que afastou ainda o perigo provocado pelas bolas paradas de Leandro Lima e Lino.
No CD Fátima, a ala direita, entregue a Marco Airosa e Cícero, dificultou a vida a Lino e protagonizou as melhores jogadas de ataque da equipa comandada por Rui Vitória.
Saleiro, referência ofensiva da equipa do CD Fátima, abriu espaços na defensiva “azul e branca” e possibilitou incursões a Joel, que tentou por duas vezes bater Nuno, sem sucesso.
O empate ao intervalo levou Jesualdo Ferreira a colocar em campo Adriano e Marek Cech, que substituíram Rui Pedro e Kazmierczak, deslocando Farias para a esquerda do ataque de FC Porto, “segurando” as arrancadas de Marco Airosa.
O brasileiro Leandro Lima enviou a bola ao poste da baliza do CD Fátima (53 minutos), com um remate de fora da área, em que a bola sofreu um desvio num defesa e obrigou Pedro Duarte a defesa difícil.
Depois de um inicio acutilante do FC Porto na segunda parte, a resposta do CD Fátima demorou 11 minutos, quando Marinho num remate de “ressaca”, no seguimento de um pontapé de canto, obrigou Nuno a uma defesa com os punhos.
Aos 75 minutos, com o FC Porto a dispor de dois pontas-de-lança, depois da troca de Farias por Edgar, um lançamento de Marek Cech para o avançado brasileiro colocou novamente à prova Pedro Duarte, que defendeu o remate com os pés.
Miguel Xavier ainda “assustou” o guarda-redes Nuno, aproveitando uma perda de bola de Lino, que, no último minuto, não conseguiu bater Pedro Duarte, depois de um cruzamento da direita de Edgar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.