Eventual chumbo de empréstimo em Lisboa é uma irresponsabilidade


 

Lusa/Ao online   Nacional   29 de Nov de 2007, 07:39

O vereador do Bloco de Esquerda (BE) na Câmara de Lisboa considerou hoje de "uma gravidade e irresponsabilidade gigantescas" a possibilidade de o PSD chumbar o empréstimo de 500 milhões de euros que a autarquia pretende contrair.
Em declarações à Agência Lusa, José Sá Fernandes disse que a autarquia de Lisboa é "perfeitamente ingovernável" caso o empréstimo não seja viabilizado.

    A intenção do PSD inviabilizar o empréstimo levou já o presidente da autarquia de Lisboa, António Costa, a admitir a possibilidade de se demitir, o que para Sá Fernandes é "compreensível", uma vez que a autarquia é "completamente ingovernável na situação financeira em que está".

    "Não é compreensível que o PSD tenha aprovado o plano de saneamento financeiro da autarquia, cujo ponto principal é o empréstimo e venham agora admitir a possibilidade de vetar o empréstimo", frisou.

    "Não vejo qualquer razão para o PSD fazer isto senão impedir que a sindicância à autarquia chegue ao fim", concluiu José Sá Fernandes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.