Educação

Educação é prioridade de investimento público

Educação é prioridade de investimento público

 

Lusa/AO online   Nacional   2 de Set de 2008, 17:22

O primeiro-ministro, José Sócrates, assegurou que a Educação é a área "prioritária das políticas de investimento público", após uma visita a três escolas emblemáticas de Lisboa que vão receber obras de requalificação.
"Fico espantado com os anos que decorreram sem terem sido feitas quaisquer intervenções. A sensação é que vamos tarde", afirmou José Sócrates, frisando que alguns dos edifícios em causa já estavam degradados desde "há muitas décadas".

    Assegurando que a Educação é "a área prioritária das políticas de investimento público", o primeiro-ministro, que destacou ainda o investimento no plano tecnológico para as escolas, como a aquisição de mais computadores e quadros interactivos, uma rede de vídeo-vigilância e um cartão do aluno que dispensa a utilização de dinheiro.

    Durante a visita, destinada a assinalar o início do ano lectivo 2008/2009, José Sócrates, que esteve acompanhado pela ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, assegurou que todas as escolas secundárias do país que precisam de obras vão ser requalificadas, no âmbito de um programa de modernização, até 2015.

    A visita aos liceus Pedro Nunes, D. Filipa de Lencastre e Passos Manuel marcou o arranque dos trabalhos nas 26 escolas secundárias que integram a primeira fase do projecto, que vai durar 16 meses.

    Em 2009, na terceira fase do programa, o Governo conta fazer obras de requalificação em mais 74 escolas.

    Até 2015, espera o Governo, estarão concluídas as obras de modernização nas 332 escolas do país.

    No próximo dia 15, deverão abrir as quatro escolas da "fase-piloto" do programa, já renovadas, duas em Lisboa e duas no Porto.

    Como as obras vão decorrer em tempo de aulas, foram instalados 240 contentores climatizados nas várias escolas do país, para receber os alunos.

    Admitindo que o facto de as obras decorrerem durante o período escolar vai tornar "mais pesada" a tarefa de ensinar, a ministra da Educação disse estar convicta de que a comunidade escolar ultrapassará esse obstáculo.

    "Mais cursos profissionais, com mais alunos e melhores resultados devem-nos animar", afirmou a ministra, assinalando o início de mais um ano lectivo.

    Após ouvir a descrição do projecto de arquitectura da renovação da escola Passos Manuel, Sócrates frisou que "não se trata de tapar buracos" mas sim de reconstrução, mantendo a traça original do primeiro edifício construído de raiz para funcionar como liceu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.