Dormidas nos Açores recuaram 4,3% em setembro

 Dormidas nos Açores recuaram 4,3% em setembro

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Nov de 2011, 10:40

 As dormidas nas unidades hoteleiras dos Açores registaram uma quebra acumulada de 0,2 por cento nos primeiros nove meses deste ano, face ao período homólogo de 2010, refletindo um recuo na procura de 4,3 por cento em setembro.

Segundo revelou hoje o Serviço Regional de Estatística, entre janeiro e setembro, os hotéis, residenciais e pousadas das ilhas registaram 879 mil dormidas, não tendo o aumento da procura por visitantes estrangeiros sido suficiente para compensar a redução de hóspedes nacionais.

Nos primeiros nove meses do ano, os residentes no país proporcionaram à hotelaria açoriana 397,8 mil dormidas, número que corresponde a um decréscimo de 5,6 por cento face ao mesmo período de 2010, atingindo as dormidas de estrangeiros 481,3 mil (mais 4,8 por cento).

Entre janeiro e setembro, as receitas totais das unidades hoteleiras da região acusaram também um decréscimo de 9,6 por cento, fixando-se num valor acumulado de 5,5 milhões de euros.

Faial, Santa Maria e S. Miguel foram as ilhas mais atingidas pela baixa de dormidas ocorrida nos primeiros nove meses deste ano, registando quebras de 5, 4 e 1,4 por cento.

Nas ilhas das Flores, Terceira, Graciosa, S. Jorge e Pico verificaram-se, pelo contrário, aumentos de procura de 14, 6,7, 6,1, 3,5 e 3,1 por cento.

Apesar da quebra de 1,4 por cento verificada até setembro, a ilha de S. Miguel concentrou 68 por cento das dormidas na hotelaria açoriana nos primeiros nove meses do ano.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.