Açoriano Oriental
Doentes deslocados no Faial vão ter de ser realojados

Os 31 utentes da hemodiálise deslocados na ilha do Faial vão ter de deixar o hotel onde estão hospedados devido à indisponibilidade de quartos na ilha que na segunda-feira acolhe as cerimónias do Dia da Região.

Doentes deslocados no Faial vão ter de ser realojados

Autor: Ana Carvalho Melo

“Os doentes foram avisados que, a partir do dia 19, pela hora de almoço, haverá indisponibilidade das unidades hoteleiras no Faial. Obviamente que o Governo Regional teve de acautelar alojamento para estes doentes deslocados da sua ilha”, confirmou ao Açoriano Oriental a secretária regional da Saúde e Segurança Social, Mónica Seidi.

Segundo a governante, dos 31 doentes que serão realocados, 16 irão para o centro de estágios do Serviço de Desporto da Ilha do Faial, que foi reabilitado no verão do ano passado; quatro irão para apartamentos militares, oito para uma hospedaria e três para uma residencial.

“Posso assegurar que o Serviço Regional de Saúde, em articulação com a Segurança Social, de imediato diligenciou no sentido de garantir um espaço digno para que os utentes possam continuar a pernoitar no Faial e a receber os seus tratamentos de hemodiálise e assegurar as refeições”, acrescentou a governante.

Mónica Seidi revelou que também os profissionais de saúde que estão a acompanhar estes doentes da hemodiálise terão de ser alojados em novo local.

Na segunda-feira, a ilha do Faial acolhe a sessão solene comemorativa do Dia da Região, durante a qual serão atribuídas 31 Insígnias Honoríficas Açorianas, que visam distinguir cidadãos e pessoas coletivas que se notabilizaram “por méritos pessoais ou institucionais, atos, feitos cívicos ou por serviços prestados à Região”.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados