Dengue

DGS divulgou recomendações para cidadãos que viajem para Madeira

DGS divulgou recomendações para cidadãos que viajem para Madeira

 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Out de 2012, 09:52

A Direção-Geral de Saúde (DGS) divulgou na terça-feira uma série de recomendações para todos os cidadãos que viajem para a Região Autónoma da Madeira, devido aos casos de dengue confirmados no arquipélago.

A Madeira tem, oficialmente e até ao momento, 14 casos notificados pelo Instituto Ricardo Jorge, enquanto os 34 casos registados até sexta-feira esperam "validação".

Lembrando que o dengue não se transmite de pessoa para pessoa, mas apenas pela picada dos mosquitos infetados com o vírus, a DGS sublinhou que o uso de repelentes de insetos é uma medida essencial na prevenção.

Assim, em caso de viagem para a Madeira, a DGS recomenda o uso de roupas frescas e largas, de preferência de cores claras e que cubram a maior área corporal possível, e a escolha de alojamentos de preferência com ar condicionado ou com redes mosquiteiras.

A DGS pediu, no entanto, para que os repelentes não sejam usados em crianças de idade inferior a 2 meses.

Avisou igualmente que, durante a estadia ou até 14 dias depois do regresso a casa, está contraindicado o uso de ácido acetilsalicílico (Aspirina) e outros anti-inflamatórios não esteróides (ibuprofeno).

Os sintomas que de forma mais comum estão aliados ao dengue são a febre de início súbito, com dores de cabeça, as dores musculares, as dores articulares, ou ainda, mais raramente, manchas no corpo ou hemorragias.

A DGS sublinhou que para o controlo da febre e das dores poderá ser utilizado o paracetamol e deve ainda ser contactado o médico assistente ou um serviço de saúde local.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.