Açoriano Oriental
Covid-19: Reabertura de Teatro D. Maria II é "dia muito feliz", diz ministra

A ministra da Cultura considerou que hoje é "um dia muito feliz" por causa da reabertura do Teatro Nacional D. Maria II e disse esperar uma "reabertura progressiva" do setor "para os próximos meses".

Covid-19: Reabertura de Teatro D. Maria II é "dia muito feliz", diz ministra

Autor: AO Online/ Lusa

O Teatro Nacional D.Maria II, em Lisboa, reabriu hoje ao público com a primeira de duas apresentações da peça 'By Heart', de Tiago Rodrigues, três meses depois de ter suspendido a programação, devido à pandemia da covid-19.

"É um dia muito feliz", afirmou Graça Fonseca aos jornalistas, antes de entrar para o espetáculo, que contou também com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"É o momento pelo qual muitos lutámos", para que quando fosse possível reabrir as salas "para voltar a convidar as pessoas a estar numa sala de teatro", sublinhou.

"Ver teatro quase implica necessariamente estarmos na sala de teatro, todos nós vimos muito teatro na televisão ao longo dos três meses que passaram, mas sabemos bem que não é a mesma coisa", prosseguiu Graça Fonseca.

"Que esta seja uma reabertura progressiva da cultura para os próximos meses", disse.

"Encerrado ao público desde 13 de março, o Teatro Nacional D. Maria II volta a abrir portas nos dias 20 e 21 de junho, com duas apresentações de 'By Heart', na Sala Garrett. Criado e interpretado por Tiago Rodrigues, o espetáculo estreou-se em 2013, em Lisboa. Desde então, foi apresentado cerca de 250 vezes em 20 países, em todo o mundo", anunciou o Teatro Nacional D.Maria II, no passado dia 08.

As apresentações de "By Heart" estão marcadas para a Sala Garrett, que, devido às regras impostas pela Direção-Geral da Saúde, conta com uma lotação de 198 lugares (cerca de 50% da sua lotação total).

Segundo as mesmas regras, lembra o teatro, "o público deve utilizar obrigatoriamente máscara durante toda a sessão".

A receita de bilheteira das duas apresentações reverterá para o Fundo Solidário de Apoio aos Profissionais da Cultura, anunciado em abril pela cooperativa GDA - Gestão de Direitos dos Artista e a Audiogest (Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Fonográficos em Portugal), e que conta já com 1,35 milhões de euros, e a parceria da GEDIPE, que representa produtores de cinema e audiovisual, e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que fará a gestão.

As salas de cinema, teatro e espetáculos em Portugal tiveram autorização para reabrir, no âmbito do Plano de Desconfinamento do Governo, em 01 de junho, ao fim de quase três meses encerradas.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.