Câmara adquiriu moradia que provocou morte de criança

Câmara adquiriu moradia que provocou morte de criança

 

Luís Pedro Silva   Regional   2 de Ago de 2019, 08:56

Autarquia de Ponta Delgada adquiriu moradia em Santo António que provocou a morte de uma criança de dois anos em 2012. Esta semana começaram os trabalhos de demolição da casa.

A Câmara Municipal de Ponta Delgada iniciou, esta semana, os trabalhos de demolição de uma moradia em Santo António, cuja obra provocou a morte de uma criança há sete anos. Em março de 2012, na sequência de um deslizamento de um muro de pedra de suporte do terreno envolvente à moradia, faleceu uma criança que estava a brincar na casa dos seus avós. O menino acabaria por ficar soterrado por terra e pedras.

A autarquia, liderada por José Manuel Bolieiro, que tinha a responsabilidade do urbanismo na altura deste incidente, acabou por adquirir a moradia em construção em Santo António.


Ler mais na edição desta sexta-feira, 2 de agosto 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.