Açoriano Oriental
Brexit
Boris Johnson diz aos britânicos que “isto não é o fim, é um começo"

O 'Brexit' vai ser celebrado esta sexta-feira com um discurso do primeiro-ministro britânico e manifestações populares a favor e contra a saída do Reino Unido da União Europeia, mas a angariação de fundos para fazer tocar o emblemático Big Ben falhou.

article.title

Foto: EPA/WILL OLIVER
Autor: Lusa/AO Online

Boris Johnson vai dirigir-se à nação com um discurso gravado antecipadamente, onde vai promover uma mensagem de que o país tem uma oportunidade única para desenvolver todo o seu potencial.

"O nosso trabalho como governo - o meu trabalho - é unir este país e levar-nos em frente. E a coisa mais importante a dizer hoje à noite é que isto não é um fim, mas um começo. É o momento em que o amanhecer se abre e a cortina sobe para um novo ato. É um momento de verdadeira renovação e mudança nacional", vai dizer, segundo um excerto divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro.

Na parede exterior do edifício da residência oficial em Downing Street vai ser projetada uma instalação luminosa, incluindo um relógio em contagem decrescente.

Os edifícios governamentais na zona de Westminster vão ser iluminados e bandeiras nacionais içadas em redor da Praça do Parlamento, onde, à margem das comemorações oficiais, o movimento "Leave Means Leave", de Nigel Farage, que fez campanha pelo ‘Brexit'.

Sem autorização para lançar fogo de artifício, tocar música ou vender álcool, a celebração vai ser marcada por uma série de discursos, nomeadamente do próprio Farage, do proprietário da rede de ‘pubs' Wetherspoons, Tim Martin, da radialista Julia Hartley-Brewer e da antiga eurodeputada pelo Partido do Brexit Ann Widdecombe, entre outros.

O presidente do Partido do Brexit, Richard Tice, sugeriu a possibilidade de o sistema de som ser usado para reproduzir os toques do Big Ben, o emblemático relógio da torre do Parlamento, já que se encontra em reparações.

Uma campanha para financiar a suspensão das obras para que pudesse tocar angariou cerca de 270 mil libras (320 mil euros) em menos de duas semanas, com donativos de 56 países, mas o parlamento rejeitou a ideia.

O dia também vai ser marcado pela entrada em circulação de uma edição especial de três milhões de moedas de 50 pence, com a inscrição "Paz, prosperidade e amizade com todas as nações".

Durante a manhã desta sexta-feira o governo vai reunir-se fora de Londres, em Sunderland, no norte da Inglaterra, escolhida por ter sido a primeira cidade a declarar o apoio ao 'Brexit' no referendo de 2016.

Num tom menos festivo, o grupo New Europeans lançou um apelo para que sejam acesas velas por toda a Europa e à participação numa vigília esta noite junto à Europe House, perto de Westminster, a representação da UE em Londres, de forma a lembrar a necessidade de proteger os cidadãos dos europeus e britânicos.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.