Açoriano Oriental
Covid - 19
BE/Açores quer ouvir presidente da SATA sobre esperada quebra de reservas

O Bloco de Esquerda dos Açores apresentou hoje um requerimento a pedir a audição no parlamento da região do presidente da transportadora SATA, querendo os bloquistas informações sobre a esperada quebra de reservas devido ao surto de Covid-19.

article.title

Foto: BE/A
Autor: Lusa/AO Online

Em nota à imprensa, os deputados do BE dos Açores, António Lima e Paulo Mendes, pedem a audição do presidente da administração da SATA, Luís Rodrigues, sobre a possível "quebra de reservas na aviação civil a nível mundial" em virtude do surto de Covid-19.

Os bloquistas temem que os Açores e a SATA não passem "ilesos" deste fenómeno, sinalizando que a administração da SATA "ainda não se pronunciou publicamente" sobre o mesmo.

O BE quer também saber as "linhas de orientação" para o verão IATA - período que começa no último domingo de março e termina no último sábado de outubro -, demonstrando preocupações com a "oferta de ligações e lugares disponíveis para as várias ilhas" dos Açores.

A transportadora aérea açoriana SATA admitiu na semana passada que a "contenção nas deslocações", devido ao surto de Covid-19, terá "repercussões comerciais" na empresa, mas considerou que ainda é prematuro avançar com números.

"Para já, ainda será prematuro fazer um balanço comercial, considerando que não voamos para zonas que estejam referenciadas como zonas de contágio", indicou então à agência Lusa fonte oficial da SATA.

A mesma fonte reconheceu, todavia, que a "contenção nas deslocações" de passageiros "terá repercussões comerciais na atividade" da transportadora.

"Neste momento ainda não nos é possível informar, com detalhe, a este respeito", concretizou a fonte.

Também por causa dos efeitos causados pelo surto de Covid-19, a TAP abriu um programa de licenças sem vencimento a todos os trabalhadores, por um período mínimo de 30 dias e máximo de 90 dias, que abrange os meses de abril, maio e junho.

A SATA divide o seu ramo em duas empresas: a SATA Air Açores, que opera dentro da região, e a Azores Airlines, que assegura as ligações de e para fora dos Açores.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos.

Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 62 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 366 mortos e mais de 7.300 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.

Portugal regista 30 casos confirmados de infeção, segundo o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado no domingo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, iniciou no domingo um período de isolamento de duas semanas em casa, depois de ter estado com alunos de uma escola de Felgueiras onde foi detetado um caso de infeção.

Apesar de não ter sintomas da doença, Marcelo Rebelo de Sousa, 71 anos, vai fazer hoje um teste ao Covid-19.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.