Abdullah exige demissão do presidente da Comissão Eleitoral


 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Out de 2009, 14:52

O candidato presidencial afegão Abdullah Abdullah exigiu a demissão do presidente da Comissão Eleitoral Independente, encarregue da organização e da contagem dos votos, antes da segunda volta eleitoral de 7 de Novembro.
Abdullah, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, defendeu o "afastamento imediato" de Azizullah Ludin, presidente da Comissão, e a sua substituição por outro membro da comissão.

"Ele retirou toda a credibilidade a esta instituição", afirmou Abdullah numa conferência de imprensa. "Qual é a solução? (…) Um outro comissário da mesma comissão deve ficar com o seu lugar", acrescentou.

Os membros da Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão foram nomeados pelo Presidente cessante e candidato a reeleição, Hamid Karzai.

Antigo conselheiro do Presidente, Azizullah Ludin foi criticado por várias organizações de defesa dos direitos humanos, entre as quais a Human Rights Watch, que o acusam de parcialidade e lamentam a sua nomeação directa pelo Presidente sem qualquer tipo de controlo parlamentar.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.