Açoriano Oriental
Técnicos superiores de diagnóstico em greve na quarta-feira

Os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica dos Açores vão estar em greve na próxima quarta-feira, dia em que têm agendadas concentrações em várias ilhas, reivindicando negociações para a revisão da carreira.


Autor: Lusa/AO online

Num comunicado enviado à agência Lusa, o Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde (STSS) das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica informa que a paralisação é uma "forma de protesto contra a recusa, por parte do Governo Regional, em negociar para a Região Autónoma dos Açores a revisão da carreira dos Técnicos Superiores das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) e os descongelamentos a aplicar a estes profissionais".

Nesse dia (08 de julho) estão marcadas também concentrações em várias ilhas do arquipélago como "forma de mostrarem a sua revolta face à situação", decorrendo os protestos entre as 11:00 e as 13:00, lê-se na nota.

As concentrações estão programadas para as ilhas do Faial (em frente à Assembleia Legislativa Regional, com a presença do vice-presidente do STSS, Fernando Zorro), em São Jorge (em frente à representação da Assembleia Legislativa), na Terceira (junto à secretaria regional da Saúde), em São Miguel (em frente ao Palácio de Santana, presidência do Governo Regional) e em Santa Maria, perto da Unidade de Saúde da Ilha.

O Sindicato sublinha que estes profissionais "querem ver as suas carreiras descongeladas na nova tabela salarial, independentemente do vínculo laboral, em vez de descongelarem na antiga tabela".

Os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica dos Açores defendem, por exemplo, que devem ser "reestruturadas as carreiras em três categorias" e exigem "a alteração ao Decreto-Lei 25/2019, de 11 de fevereiro, que contenha transições justas para os TSDT nas três categorias da carreira e uma grelha salarial equiparada a outras carreiras da Administração Pública, com o mesmo nível habilitacional e profissional".

“Esperamos que nos Açores, à semelhança do que aconteceu na Madeira, o acordo possa ir mais além do que aconteceu no continente”, sublinha o presidente do STSS, Luís Dupont, citado na nota de imprensa.

De acordo com o sindicato, "em fevereiro", em reunião com a secretária regional da Saúde dos Açores, Teresa Machado Luciano, "as estruturas sindicais representativas do setor procuraram encontrar soluções que vão ao encontro de uma maior equidade entre profissionais, tendo ficado aberta a possibilidade de negociação destas matérias".

“Agora é preciso que essa vontade se traduza em negociação efetiva e vá de encontro às reivindicações destes profissionais”, conclui Luís Dupont.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.