Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   15 de Out de 2007, 06:48

O congresso do PSD realizado no fim-de-semana, as buscas por Madeleine em redes pedófilas e a diminuição da verba dos prémios para os funcionários públicos são alguns dos temas que fazem hoje as manchetes dos matutinos lisboetas.
O Jornal de Notícias chama à primeira página o Congresso do PSD que terminou domingo em Torres Vedras, titulando “[Luís Filipe] Menezes quer privatizar quase tudo” para relançar a economia e modernizar.

    O jornal refere que o PSD vai propor nova Constituição que permita a criação de regiões à vez.

    A parte da Acção Social e da Saúde deve ser entregue a privados bem como portos, aeroportos e água, salienta ainda o JN.

    O jornal destaca ainda uma entrevista com Pedro Santana Lopes na qual o ex-líder do PSD e ex-primeiro-ministro diz que “estará na frente parlamentar”.

    O matutino puxa também para a capa que os meios aéreos foram accionados mais vezes este ano do que em 2006, apesar de o número de ocorrências ter sido mais baixo.

    “PJ procura Maddie em redes pedófilas” é a manchete do Correio da Manhã que adianta que ficheiros informáticos de predadores vão ser analisados.

    De acordo com o jornal, centenas de rostos de crianças estão a ser verificados.

    O CM diz que a linha principal da investigação continua centrada na suspeita de morte de Madeleine, criança inglesa que desapareceu a 03 de Maio na Praia da Luz, Lagos.

    Sobre o congresso do PSD o CM realça que Luís Filipe Menezes quer dar poder ao Presidente da República, Cavaco Silva.

    O jornal refere ainda que o novo líder do PSD avançou com uma proposta de nova Constituição.

    O Público anuncia em manchete que “Prémios para os funcionários públicos vão ter menos verba”, realçando que a proposta do Orçamento do Estado para 2008 prevê descida de 3,6 por cento.

    “Fisco penhorará créditos futuros sobre terceiros” é outro título em destaque no Público que faz ainda chamada de atenção para a ModaLisboa que decorreu no Estoril.

    O matutino chama também à primeira página que na sequência de um inquérito efectuado no Verão, a Inspecção-Geral das Actividades da saúde concluiu que só duas unidades de saúde tinham a funcionar equipamentos automáticos para registar assiduidade dos médicos.

    O Diário de Notícias escolheu hoje para manchete o título “Dois terços das grávidas não fazem rastreio pré-natal”.

    De acordo com o DN, mais de 60 por cento das mulheres grávidas não fazem o rastreio bioquímico.

    Em conjunto com a ecografia, o teste detecta, em 90 por cento dos casos, o risco de o feto ter trissomia 21, entre outros problemas cromossomáticos, acrescenta o DN.

    Sobre o Congresso do PSD, o DN escreve “Menezes defende extinção do Tribunal Constitucional”.

    O 24horas titula “Miúdo raptado há 8 anos reaparece na Suíça”, realçando que a Polícia Judiciária está a investigar nova pista.

    O diário revela que emigrantes na Suíça afirmam ter ouvido o apelo de um rapaz que pode ser Rui Pereira, o jovem de 14 anos que desapareceu em 1999 em Famalicão.

    O jovem, escreve o 24horas, terá pedido ajuda num café ao ver na TV o caso Maddie.

    O rapaz terá dito: “Eu também sou raptado e a mim ninguém me procura!”.

    Na primeira página, o Jornal de Negócios diz que “Teixeira Duarte e [Joe] Berardo questionam BCP sobre novo perdão de dívida”.

    Em causa estão juros devidos por empresas de José Goes Ferreira, que tem 2 por cento do BCP e que contraiu a dívida para adquirir títulos da instituição”, avança o JdN.

    O económico chama ainda a atenção para uma entrevista com o ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, na qual fala sobre o Planos Poupança Reforma (PPR).

    O Diário Económico destaca na sua edição de hoje declarações de João Pereira Coutinho, um dos accionistas que se tem oposto à liderança de Jardim Gonçalves, sobre casos de alegados perdões de dívidas no BCP: “Confio no Banco de Portugal para resolver esta situação no BCP”.

    O jornal refere que os accionistas do BCP exigem saber em que condições foi dado crédito ao filho de Jardim Gonçalves, que resultou num prejuízo de 12 milhões de euros.

    O Sporting é hoje o clube mais referenciado nas primeiras páginas dos jornais desportivos, com A Bola e O Jogo a consagrarem as suas manchetes às entrevistas a Leandro Romagnoli e Anderson Polga.

    Na sua entrevista ao jornal A Bola, Romagnoli garante que o atraso do Sporting em relação ao FC Porto, líder do campeonato com sete pontos de vantagem, não o assusta e assume com clareza: “Queremos ganhar tudo”.

    Ao jornal O Jogo, Polga confirma estar a atravessar a sua “melhor fase de sempre” e apresenta um “Sporting proibido de errar para chegar ao título”.

    O defesa brasileiro considera igualmente, na mesma entrevista, que os “árbitros portugueses têm falta de firmeza”, que o guarda-redes “Stojkovic não teve culpa no Dragão” e que Moutinho merece ser capitão de equipa.

    O Record propõe na sua primeira página que todos fiquem a conhecer “Os truques de Camacho”, prometendo revelar como o técnico espanhol conquista o balneário e prepara a equipa do Benfica.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.