Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   29 de Out de 2008, 05:33

A entrega de uma denúncia sobre alegados crimes financeiros no BPN ao Ministério Público e o anúncio de que quase 90 por cento das escolas do 9º ano tiveram positiva nos exames são hoje destaques na imprensa lisboeta.
O Diário de Notícias avança na primeira página “Cadilhe denuncia quadros superiores por suspeita de fraudes no BPN”.

    De acordo com o jornal, Miguel Cadilhe, actual presidente da Sociedade Lusa de Negócios, holding que controla o Banco Português de Negócios, denunciou ao Ministério Público vários crimes financeiros praticados no seio do grupo.

    “82 por cento das escolas com nota positiva”, “José Sócrates e Lula da Silva unidos por uma nova ordem económica” na IX Cimeira Brasil-Portugal, e “Estado estraga 380 milhões/ano em remédios” são outros títulos em destaque no DN.

    O Público destaca na primeira página “Quase todas as escolas do 9º tiveram positiva nos exames” do secundário, um resultado muito superior ao registado em 2007.

    O jornal escreve ainda que não há escolas públicas nos 15 lugares do secundário.

    “Testes do pezinho: nasceram até Setembro deste ano mais dois mil bebés do que em 2007” e “PS volta atrás no despedimento colectivo”, no início do debate na especialidade no parlamento do Código do Trabalho, são outros assuntos em destaque no Público.

    “Banca lucra 3,3 milhões por dia” é a manchete do Correio da Manhã, salientando que os quatro maiores bancos ganham 914 milhões de euros.

    O diário diz que os investimentos em Bolsa são os únicos a penalizar resultados das instituições de crédito.

    O CM faz ainda chamada de capa com o título “Vento derruba andaimes e faz um ferido grave” em Setúbal”.

    O Jornal de Notícias revela na primeira página “Condutores pagam multa duas vezes”, adiantando que as autoridades admitem casos de dupla cobrança devido às falhas no registo.

    O problema é conhecido desde 2006 quando a comissão avaliou o sistema, sublinha o JN.

    “Ingleses à procura de jóias portuguesas” é outro título do JN, referindo que a valorização de peças de ouro e dificuldades financeiras levam cada vez mais pessoas a vender.

    “Mãe de Joana nunca quis ver a filha mais velha” escreve o 24horas, referindo que Leonor Cipriano entregou a filha Dina há 18 anos à avó paterna.

    O diário destaca ainda “Ex-polícia Alfredo Morais nega ter liderado rede de prostituição” e “Cavaco Silva está cansado de viagens longas”.

    “Inspecções cortam 70 mil baixas por doença fraudulentas” avança o Diário Económico, adiantando que a Segurança Social intensificou o controlo sobre as baixas por doença.

    Entre Janeiro e Setembro foram convocadas 235 mil juntas médicas, das quais resultaram 70 mil baixas canceladas por serem indevidas, acrescenta o DE.

    O económico destaca ainda a queda em 65 por cento dos lucros do BCP, realçando a frase do presidente do BCP Carlos Santos Ferreira: “Tentámos vender o BPI várias vezes”.

    A crise financeira e o impacto negativo da participação no BPI são as razões que Santos Ferreira apresentou para a queda dos lucros.

    O DE realça ainda que “Miguel Cadilhe vai processar antigos responsáveis do BPN”, contando que a nova administração enviou auditoria sobre o passado do banco para a Procuradoria-Geral da República.

    Por sua vez, o Jornal de Negócios destaca na sua edição de hoje uma entrevista ao presidente do Abbey Bank, António Horta Osório, na qual diz ser “preciso trabalhar mais e revitalizar a poupança”.

    Na entrevista, António Horta Osório, que dirigiu o banco Santander em Portugal, diz que a actual turbulência é a correcção de excessos gerados por anos de bem-estar.

    O JdN escreve ainda “Certificados de aforro rendem menos a partir de Novembro” e “Juro cai pela primeira vez em oito meses por causa da descida da Euribor”.

    A revista Focus destaca na capa “Férias no Inverno”, destacando os melhores destinos e preços nos cinco continentes para ir à praia, à neve e às compras.

    A Focus refere ainda que o ex-ministro da Saúde, Correia de Campos, diz que “Há médicos a mais em muitos serviços”.

    A situação no Sporting faz hoje o pleno nos matutinos desportivos, com duas entrevistas de Pedro Barbosa, director desportivo do clube, e declarações do centrocampista Rochemback sobre as divergências públicas de jogadores com o treinador Paulo Bento.

    “Temos de jogar onde o treinador entender”, afirma o brasileiro Richemback ao jornal A Bola, referindo-se ao alegado descontentamento de Miguel Veloso com a posição de lateral-esquerdo que Paulo Bento lhe tem imposto.

    O matutino revela que os jogadores yannick e Miguel Veloso “também estiveram na polémica reunião que os afastou de P.Ferreira”, referindo-se ao encontro do empresário dos jogadores com a SAD sportinguista, o que desagradou a Paulo Bento, que por causa disso não os convocou para o jogo com o Paços de Ferreira (0-0).

    A Bola anuncia ainda que o paraguaio Óscar Cardozo, autor do golo da vitória do Benfica sobre a Naval, “vai ser aumentado”, referindo a presença do empresário do jogador para discutir o assunto com a direcção da Luz.

    O Jogo faz manchete com uma entrevista a Pedro Barbosa, destacando uma declaração do director desportivo do clube sobre alguns dos “casos” no plantel: “Moutinho e Vukcevic? Nunca houve dois pesos e duas medidas”.

    Em pequenas chamadas, o jornal cita frases do responsável sportinguista: “estabilidade do Sporting é uma coisa que incomoda”, “não fizemos um plantel para ser retocado em Janeiro” e “ao contrário do que se diz, o balneário do Sporting está forte e unido”.

    O Jogo anuncia ainda que o Inter de José Mourinho está interessado no francês Yebda, do Benfica, referindo que o clube transalpino tem o centrocampista “debaixo de olho”.

    O Record publica também uma entrevista com Pedro Barbosa, destacando a afirmação “estabilidade incomoda muita gente”, chamando a atenção para as páginas interiores ao anunciar que “director desportivo aborda todos os temas quentes do Sporting”.

    Sobre a actualidade dos “leões”, o jornal diz que o central Tonel “pára 1 mês”, surgindo Marco Caneira como titular, e que Miguel Veloso e Yannick estão “com perdão à vista”, depois das confusões nos últimos dias com o técnico Paulo Bento.

    O Record destaca também declarações do argentino Messi, do Barcelona, que se revela fã do médio Aimar, do Benfica: “Aimar foi quem mais me marcou”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.