Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   5 de Set de 2008, 06:41

A alegada presença de crianças portuguesas em filmes pedófilos, a detenção em França do presumível homicida do presidente em Portugal do grupo “Mosqueteiros” e proposta de alteração à Lei das Armas são temas hoje em destaque na imprensa.
O Correio da Manhã anuncia na primeira página “Crianças portuguesas em filmes pedófilos”, referindo-se a vídeos caseiros apreendidos durante uma operação policial realizada quarta-feira.

    Na operação, que culminou em 18 buscas domiciliárias por todo o país, teve início após a recolha de informação fornecida pelas autoridades brasileiras, envolvendo cerca de uma dezena de países.

    O jornal refere que na operação foram identificados 23 suspeitos de usarem crianças entre os seus e os dez anos em programas de partilhas de ficheiros na Internet.

    A PJ terá apreendido vídeos caseiros feitos em Portugal onde são visíveis imagens de crianças a serem abusadas.

    O matutino puxa ainda para a capa a aterragem de emergência de um avião da Spanair, proveniente de Ibiza, em Palma de Maiorca com portugueses bordo.

    O Diário de Notícias chama à primeira página “Pior mês de Agosto de sempre para o turismo português”.

    O matutino diz que o Verão está a terminar e não há memória de um mês de Agosto tão fraco como o deste ano.

    O Algarve ressentiu-se da falta de turistas ingleses e os portugueses não chegaram para atenuar a quebra na ocupação hoteleira, escreve o DN.

    Na capa, o diário destaca ainda a detenção do alegado homicida do presidente do grupo “Mosqueteiros” em Portugal, referindo que o “suspeito caiu em cilada da mulher”.

    O presumível homicida de António Figueira foi detido por uma patrulha policial na cidade francesa de Pau, Sul de França, no veículo que pertencia à vítima.

    O Jornal de Notícias avança na primeira página “Contrato a prazo limita gozo de licenças de maternidade”.

    O jornal cita uma circular das Finanças que “força as funcionárias públicas a optar entre manter o emprego ou os direitos sociais”.

    A propósito do assunto, o diário realça ainda um estudo sobre incentivos à natalidade em 21 países desenvolvidos no qual Portugal surge no fundo da tabela.

    A proposta de alteração à lei das Armas aprovada em Conselho de Ministros na quinta-feira é outro tema em destaque no JN.

    O Governo aprovou o novo regime jurídico das armas, que prevê a aplicação da prisão preventiva em todos os casos de crimes cometidos com detenção ou com recurso a arma proibida.

    O JN destaca ainda a realização este fim-de-semana no Porto da corrida Red Bull Air Race, titulando “F1 dos ares à conquista do Porto”.

    “Procuradoria impede Governo de avançar com tarifas ao segundo nos telemóveis” é a manchete do Público.

    O jornal refere que o Governo pretendia que os consumidores pagassem unicamente o tempo que falam nas chamadas de telemóvel, mas afinal vai manter-se um custo fixo inicial de 10 segundos.

    O matutino destaca ainda as eleições nos Estados Unidos, titulando “Furacão Sarah Palin abriu caminho a John McCain”.

    O 24horas escreve "Deu-lhe um tiro, bateu-lhe e deixou-o a morrer debaixo da cama", contando que o homem suspeito de ter morto presidente do Intermarché foi apanhado em França.

    O Diário Económico destaca "Taxas de juro na Europa não descem este ano", referindo que o Banco Central Europeu espera uma subida mais forte dos preços.

    O económico realça uma entrevista ao presidente da EDP, António Mexia, na qual diz: "Entrada da EDP no Dow Jones cria valor para os accionistas".

    "Descida do preço dos combustíveis foi só metade da queda do petróleo" é a manchete do Jornal de Negócios, salientando que Portugal tem a quinta gasolina mais cara dos 27 estados membros da União Europeia.

    O jornal faz ainda chamada de capa com a rentrée política e as eleições de hoje em Angola.

    O Semanário Económico faz manchete com o título "Fabricantes de genéricos processam Estado".

    De acordo com o jornal, as farmacêuticas, produtoras de genéricos, acusam o Estado de os obrigar a vender os medicamentos abaixo do preço de custo.

    "As quatro acções portuguesas que lucram com a queda do ouro", "os dilemas do crescimento angolano" e "Sonangol assina parceria com BCP e compra Totta Angola com a CGD" são outros títulos do Semanário Económico.

    Por seu turno, o Semanário destaca "António Vitorino preside à Fundação da República".

    O jornal diz que depois da participação de Vitorino na Universidade de Verão do PSD, José Sócrates anuncia na segunda-feira o seu nome para a Fundação da República.

    Quanto aos jornais desportivos, A Bola destaca "Este ano temos boas hipóteses na Champions", uma afirmação do técnico do Sporting Paulo Bento.

    O Record titula "Di María de cabeça à roda", referindo que o jogador quer ficar no benfica até Dezembro.

    Por fim, O Jogo anuncia que "[Vítor] Baía arrasa Scolari".

    O jornal diz que um livro sobre a vida do ex-seleccionador recuperou o tema do afastamento de Baía e o agora dirigente não gostou da versão que leu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.